TERCEIRA EPÍSTOLA DE SÃO JOÃO

12

TERCEIRA EPÍSTOLA DE SÃO JOÃO

1 Saudação1O Ancião ao caríssimo Gaio, a quem amo na verdade. 2Caríssimo, desejo que em tudo prosperes e que a tua saúde corporal seja tão boa como a da tua alma.

Elogio a Gaio3Muito me alegrei com a chegada dos irmãos e com o testemunho que deram da tua verdade, isto é, de como vives na verdade. 4Não há alegria maior para mim do que saber que os meus filhos vivem na verdade. 5Caríssimo, procedes fielmente agindo assim com teus irmãos, ainda que estrangeiros. 6Eles deram testemunho da tua caridade diante da Igreja. Farás bem provendo-os do necessário para a viagem, de um modo digno de Deus. 7E pelo Nome que eles se puseram a caminho, sem nada receber dos gentios. 8Devemos, pois, acolher esses homens, para que sejamos cooperadores da Verdade.

Conduta de Diótrefes9Escrevi algumas palavras à Igreja. Mas Diótrefes, que ambiciona o primeiro lugar, não nos recebe. 10Por isso, se eu for aí, repreenderei a sua conduta, pois ele propaga palavras más contra nós. Não satisfeito com isso, se recusa a receber os irmãos e impede aqueles que o desejam fazer, expulsando-os da Igreja. 11Caríssimo, não imites o mal, mas o bem. O que faz o bem é de Deus. Quem faz o mal não viu a Deus.

Elogio de Demétrio12Quanto a Demétrio, todos dão testemunho dele, inclusive a própria Verdade. Nós também testemunhamos a seu favor, e tu sabes que o nosso testemunho é verdadeiro.

Epilogo13Teria muitas coisas a te escrever, mas não quero fazê-lo com tinta e pena. 14Espero ver-te em breve e então falaremos face a face. 15Que a paz esteja contigo! Teus amigos te saúdam. Saúda os nossos, cada um por seu nome.

SEGUNDA EPISTOLA DE SÃO JOÃO
EPÍSTOLA DE SÃO JUDAS