EPISTOLA AOS COLOSSENSES

0
6
EPISTOLA AOS FILIPENSES
PRIMEIRA EPÍSTOLA AOS TESSALONICENSES

EPISTOLA AOS COLOSSENSES

Preâmbulo

1 Endereço e saudação1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, 2aos santos que estão em Colossos, e irmãos fiéis em Cristo: a vós graça e paz da parte de Deus, nosso Pai!

Ação de graças e oração3Damos graças ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, sempre orando por vós, 4depois que ouvimos acerca da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes a todos os santos, 5pela esperança que vos está reservada nos céus. Dela já ouvistes o anúncio da Palavra da Verdade, o evangelho, 6que chegou até vós, e que em todo o mundo está produzindo frutos e crescendo, como também entre vós, desde o dia em que ouvistes e compreendestes em sua verdade a graça de Deus. 7Nela fostes instruídos por Epafras, nosso querido companheiro de serviço, que nos presta ajuda, como fiel ministro de Cristo, 8e é quem nos deu a conhecer o vosso amor no Espírito. 9Por isso, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que sejais levados ao pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e discernimento espiritual. 10Assim andareis de maneira digna do Senhor, fazendo tudo o que é do seu agrado, dando frutos em boas obras e crescendo no conhecimento de Deus, 11animados de eficaz energia segundo o poder da sua glória, para toda constância e longanimidade, com alegria 12dando graças ao Pai, que vos fez capazes de participar da herança dos santos na luz. 13Ele nos arrancou do poder das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, 14no qual temos a redenção — a remissão dos pecados.

I. Parte dogmática

Primado de Cristo

15Ele é a Imagem do Deus invisível, o Primogênito de toda criatura, 16porque nele foram criadas todas as coisas, nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis: Tronos, Soberanias, Principados, Autoridades, tudo foi criado por ele e para ele. 17Ele é antes de tudo e tudo nele subsiste. 18Ele é a Cabeça da Igreja, que é o seu Corpo. Ele é o Princípio, o Primogênito dos mortos, (tendo em tudo a primazia), 19pois nele aprouve a Deus fazer habitar toda a Plenitude 20e reconciliar por ele e para ele todos os seres, os da terra e os dos céus, realizando a paz pelo sangue da sua cruz.

Participação dos colossenses na salvação21Vós éreis outrora estrangeiros e inimigos, pelo pensamento e pelas obras más, 22mas agora, pela morte, ele vos reconciliou no seu corpo de carne, entregando-o à morte para diante dele vos apresentar santos, imaculados e irrepreensíveis, 23contanto que permaneçais alicerçados e firmes na fé e sem vos afastar da esperança do evangelho que recebestes e que foi anunciado a toda criatura que vive debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, fui feito ministro.

Lutas de Paulo a serviço dos gentios24Agora eu me regozijo nos meus sofrimentos por vós, e completo, na minha carne, o que falta das tribulações de Cristo pelo seu Corpo, que é a Igreja. 25Dela eu me tornei ministro, por encargo divino a mim confiado a vosso respeito, para levar a bom termo o anúncio da Palavra de Deus, 26o mistério escondido desde os séculos e desde as gerações, mas agora manifestado aos seus santos. 27A estes quis Deus tornar conhecida qual é entre os gentios a riqueza da glória deste mistério, que é Cristo em vós, a esperança da glória! 28Esse Cristo nós o anunciamos, advertindo os homens e instruindo-os em toda sabedoria, a fim de apresentá-los todos, perfeitos em Cristo. 29Para isso eu me esforço e luto, sustentado pela sua poderosa energia que em mim opera.

2 Cuidado de Paulo pela fé dos colossenses1E quero que saibais como é grande a luta em que me empenho por vós e pelos de Laodicéia, e por todos quantos não me conhecem pessoalmente, 2para que sejam confortados os seus corações, unidos no amor, e para que eles cheguem à riqueza da plenitude do entendimento e à compreensão do mistério de Deus, 3no qual se acham escondidos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento! 4Digo isto para que ninguém vos engane com argumentos capciosos, 5pois, embora eu esteja ausente no corpo, no espírito estou convosco, alegrando-me ao ver a vossa boa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.

II. Advertência contra os erros

Viver a verdadeira fé em Cristo não segundo vãs doutrinas6Portanto, assim como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim nele andai, 7arraigados nele, sobre ele edificados, e apoiados na fé, como aprendestes, e transbordando em ação de graças. 8Tomai cuidado para que ninguém vos escravize por vãs e enganosas especulações da “filosofia”, segundo a tradição dos homens, segundo os elementos do mundo, e não segundo Cristo.

Só Cristo é o verdadeiro Chefe dos homens e dos anjos 9Pois nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade 10e nele fostes levados à plenitude. Ele é a Cabeça de todo Principado e de toda Autoridade.11Nele fostes circuncidados, por uma circuncisão não feita por mão de homem, mas pelo desvestimento da vossa natureza carnal: essa é a circuncisão de Cristo. 12Fostes sepultados com ele no batismo, também com ele ressuscitastes, pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos. 13Vós estáveis mortos pelas vossas faltas e pela incircuncisão da vossa carne e ele vos vivificou juntamente com Cristo. Ele nos perdoou todas as nossas faltas: 14apagou, em detrimento das ordens legais, o título de dívida que existia contra nós; e o suprimiu, pregando-o na cruz, 15na qual ele despojou os Principados e as Autoridades, expondo-os em espetáculo em face do mundo, levando-os em cortejo triunfal.

Contra a falsa ascese, segundo “os elementos do mundo”16Portanto, ninguém vos julgue por questões de comida e de bebida, ou a respeito de festas anuais ou de lua nova ou de sábados, 17que são apenas sombra de coisas que haviam de vir, mas a realidade é o corpo de Cristo. 18Ninguém vos prive do prêmio, com engodo de humildade, de culto dos anjos, indagando de coisas que viu, inchado de vão orgulho em sua mente carnal, 19ignorando a Cabeça, pela qual todo o Corpo, alimentado e coeso pelas juntas e ligamentos, realiza o seu crescimento em Deus. 20Se morrestes com Cristo para os elementos do mundo, por que é que vos sujeitais, como se ainda vivêsseis no mundo, a proibições como 21“não pegues, não proves, não toques”?! 22Tudo isso está fadado ao desaparecimento por desgaste, como preceitos e ensinamentos dos homens. 23Têm na verdade aparência de sabedoria pela religiosidade afetada, pela humildade e mortificação do corpo, mas não têm valor algum senão para satisfação da carne.

3 A união com o Cristo celestial é o princípio da vida nova1Se, pois, ressuscitastes com Cristo, procurai as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. 2Pensai nas coisas do alto, e não nas da terra, 3pois morrestes e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus: 4quando Cristo, que é a vossa vida, se manifestar, então vós também com ele sereis manifestados em glória.

III. Parêntese

Preceitos gerais de vida cristã5Mortificai, pois, os vossos membros terrenos: fornicação, impureza, paixão, desejos maus, e a cupidez, que é idolatria. 6Essas coisas provocam a ira de Deus sobre os desobedientes. 7Assim também andastes vós quando vivíeis entre eles. 8Mas agora abandonai tudo isto: ira, exaltação, maldade, blasfêmia, conversa indecente. 9Não mintais uns aos outros. Vós vos desvestistes do homem velho com as suas práticas 10e vos revestistes do novo, que se renova para o conhecimento segundo a imagem do seu Criador. 11Aí não há mais grego e judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro, cita, escravo, livre, mas Cristo é tudo em todos. 12Portanto, como eleitos de Deus, santos e amados, revesti-vos de sentimentos de compaixão, de bondade, humildade, mansidão, longanimidade, 13suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos mutuamente, se alguém tem motivo de queixa contra o outro; como o Senhor vos perdoou, assim também fazei vós. 14Mas sobre tudo isso, revesti-vos da caridade, que é o vínculo da perfeição. 15E reine nos vossos corações a paz de Cristo, à qual fostes chamados em um só corpo. E sede agradecidos. 16A Palavra de Cristo habite em vós ricamente: com toda sabedoria ensinai e admoestai-vos uns aos outros e, em ação de graças a Deus, entoem vossos corações salmos, hinos e cânticos espirituais. 17E tudo o que fizerdes de palavra ou ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, por ele dando graças a Deus, o Pai.

Preceitos particulares de moral doméstica18Vós, mulheres, submetei- vos aos maridos como convém no Senhor. 19Maridos, amai as vossas mulheres e não as trateis com mau humor. 20Filhos, obedecei aos vossos pais em tudo, pois isso é agradável ao Senhor. 21Pais, não irriteis aos vossos filhos, para que eles não desanimem. 22Servos, obedecei em tudo aos senhores desta vida, não quando vigiados, para agradar a homens, mas em simplicidade de coração, no temor do Senhor. 23Em tudo o que fizerdes ponde a vossa alma, como para o Senhor e não para homens, 24sabendo que o Senhor vos recompensará como a seus herdeiros: é Cristo o Senhor a quem servis. 25Quem faz injustiça receberá de volta a injustiça, e nisso não há acepção de pessoas.

4 1Senhores, dai aos vossos servos o justo e eqüitativo, sabendo que vós tendes um Senhor no céu.

Espírito apostólico2Perseverai na oração, vigilantes, com ação de graças, 3orando por nós também ao mesmo tempo, para que Deus nos abra uma porta à Palavra, para falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou prisioneiro, 4a fim de que eu dele fale como devo. 5Tratai com sabedoria os de fora; sabei tirar proveito do tempo presente. 6A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, de modo que saibais como convém responder a cada um.

Notícias pessoais7Quanto a mim, Tíquico, irmão amado e fiel ministro e companheiro de serviço no Senhor, vos dará todas as informações. 8Eu vo-lo envio especialmente para vos informar de tudo o que aqui se passa” e para confortar os vossos corações. 9Vai com Onésimo, irmão fiel e amado, vosso conterrâneo; eles vos darão todas as notícias nossas.

Saudações e voto final10Saúdam-vos Aristarco, meu companheiro de prisão, e Marcos, primo de Barnabé, a respeito de quem já vos dei instruções: se ele aparecer por aí, recebei-o. 11Também vos saúda Jesus, chamado Justo. Dos que vieram da Circuncisão, são estes os únicos colaboradores meus no Reino de Deus e me têm sido de alívio. 12Saúda-vos Epafras, vosso conterrâneo, servo de Cristo Jesus, que luta sem tréguas por vós nas suas orações, para que continueis perfeitos em plena observância da vontade de Deus. 13Dou-vos testemunho de que ele se empenha muito por vós e pelos de Laodicéia e de Hierápolis. 14Saúdam-vos Lucas, o médico amado, e Demas. 15Saudai os irmãos de Laodicéia e Ninfas, bem como a Igreja que se reúne em sua casa. 16Depois que esta carta tiver sido lida entre vós, fazei- a ler também na Igreja de Laodicéia. Lede vós também a que escrevi aos de Laodicéia. 17E dizei a Arquipo: “Atende ao ministério que recebeste do Senhor, cumprindo-o bem”. 18A saudação eu, Paulo, a faço de meu próprio punho. Lembrai-vos das minhas prisões! A graça esteja convosco!

EPISTOLA AOS FILIPENSES
PRIMEIRA EPÍSTOLA AOS TESSALONICENSES
Ajude a Melhorar Ainda Mais o site, Avalie: