DEUTERONÔMIO

0
41
NUMEROS
JOSUÉ

DEUTERONÔMIO

I. Discurso introdutório

PRIMEIRO DISCURSO DE MOISÉS

1 Tempo e lugar 1São estas as palavras que Moisés dirigiu a todo Israel, no outro lado do Jordão. (No deserto, na Arabá, diante de Suf, entre Farã e Tofel, Labã, Haserot e Dizaab. 2Há onze dias de marcha, pelo caminho da montanha de Seir, desde o Horeb até Cades Barne). 3No quadragésimo ano, no primeiro dia do décimo primeiro mês, Moisés falou aos filhos de Israel conforme tudo o que Iahweh lhe ordenara a respeito deles. 4Após ter vencido Seon, rei dos amorreus, que habitava em Hesebon, e a Og, rei de Basã, que habitava em Astarot e Edrai, 5no outro lado do Jordão, na terra de Moab, Moisés começou a inculcar esta Lei, dizendo:

Últimas instruções no Horeb6Iahweh nosso Deus falou-nos no Horeb: “Já permanecestes bastante nesta montanha. 7Voltai-vos e parti! Ide à montanha dos amorreus, e a todos os que habitam na Arabá, na montanha, na planície, no Negueb, no litoral; à terra dos cananeus e ao Líbano, até ao grande rio, o Eufrates. 8Eis a terra que eu vos dei! Entrai para possuir a terra que Iahweh, sob juramento, prometera dar a vossos pais, Abraão, Isaac e Jacó, e depois deles à sua descendência.” 9Naquele tempo eu vos disse: “Sozinho, eu não posso levar-vos. 10Iahweh vosso Deus vos multiplicou e eis que hoje sois numerosos como as estrelas do céu! 11Que Iahweh, Deus dos vossos pais, vos multiplique mil vezes mais, e vos abençoe, conforme vos prometeu!12Como poderia eu, sozinho, carregar vosso peso, vossa carga e vossos processos? 13Elegei homens sábios, inteligentes e competentes para cada uma das vossas tribos, e eu os constituirei vossos chefes.” 14Vós me respondestes: “O que propões é bom!” 15Tomei então os chefes das vossas tribos, homens sábios e competentes, e os constituí vossos chefes: chefes de milhares, de cem, de cinquenta e de dez; e também escribas para as vossas tribos. 16Ao mesmo tempo, ordenei aos vossos juízes: “Ouvireis vossos irmãos para fazerdes justiça entre um homem e seu irmão, ou o estrangeiro que mora com ele. 17Não façais acepção de pessoas no julgamento: ouvireis de igual modo o pequeno e o grande. A ninguém temais, porque a sentença é de Deus. Se a causa for muito difícil para vós, dirigi-la-eis a mim, para que eu a ouça.” 18Naquela ocasião eu vos ordenei tudo o que deveríeis fazer.

Incredulidade em Cades19Partimos do Horeb e caminhamos através de todo aquele grande e terrível deserto — vós o vistes! — em direção à montanha dos amorreus, segundo nos ordenara Iahweh nosso Deus; e chegamos a Cades Barne. 20Eu, então, vos disse: “Chegastes à montanha dos amorreus que Iahweh nosso Deus nos dará. 21Eis que Iahweh teu Deus te entregou esta terra: sobe para possuí-la, conforme te falou Iahweh, Deus dos teus pais. Não tenhas medo, nem te apavores!” 22Vós todos, então, vos achegastes a mim para dizer: “Enviemos homens à nossa frente para que explorem a região por nós e nos informem por qual caminho deveremos subir e a respeito das cidades em que poderemos entrar.”23A idéia pareceu-me boa, de modo que tomei dentre vós doze homens, um de cada tribo. 24Eles partiram, subindo em direção à montanha, e foram até ao vale de Escol, explorando-o. 25Tomaram consigo dos frutos da região e no-los trouxeram, relatando-nos o seguinte: “A terra que Iahweh nosso Deus nos dará é boa.” 26Vós, porém, não quisestes subir, rebelando-vos contra a ordem de Iahweh vosso Deus. 27E murmurastes nas vossas tendas: “Iahweh nos odeia! Fez-nos sair da terra do Egito para nos entregar nas mãos dos amorreus e nos exterminar! 28Para onde subiremos? Nossos irmãos nos desencorajaram, dizendo: É um povo mais numeroso e de estatura mais alta do que nós, as cidades são grandes e fortificadas até o céu. Também vimos ali descendentes dos enacim.” 29Eu vos disse então: “Não fiqueis aterrorizados, nem tenhais medo deles! 30Iahweh vosso Deus é quem vai à vossa frente. Ele combaterá a vosso favor, do mesmo modo como já fez convosco no Egito, aos vossos olhos. 31Também no deserto viste que Iahweh teu Deus te levou, como um homem leva seu filho, por todo o caminho que percorrestes até que chegásseis a este lugar.” 32Apesar disso, ninguém dentre vós confiava em Iahweh vosso Deus, 33que vos precedia no caminho, procurando um lugar para o vosso acampamento: de noite por meio do fogo, para que pudésseis enxergar o caminho que percorríeis, e de dia na nuvem.

Instruções de Iahweh em Cades34Ao ouvir o tom das vossas palavras. Iahweh enfureceu-se e jurou: 35“Nenhum dos homens desta geração per versa verá a boa terra que eu jurei dar a vossos pais, 36exceto Caleb, filho de Jefoné. Ele a verá. Dar-lhe-ei a terra por onde passou, e também aos seus filhos, pois ele seguiu a Iahweh sem reservas.” 37Por vossa causa Iahweh enfureceu-se até mesmo contra mim, e disse: “Também tu não entrarás lá! 38É teu servo Josué, filho de Nun, quem lá entrará. Encoraja-o, pois é ele quem fará Israel possuí-la! 39Vossos meninos, contudo, dos quais dizíeis que seriam tomados como presa, vossos filhos que ainda não sabem discernir entre o bem e o mal, são eles que lá entrarão; eu a darei a eles para que a possuam. 40Quanto a vós, voltai-vos! Parti em direção ao deserto, a caminho do mar de Suf!” 41Vós, porém, me respondestes: “Pecamos contra Iahweh nosso Deus! Vamos subir para lutar, conforme nos ordenou Iahweh nosso Deus.” Cada um dentre vós cingiu suas armas de guerra, achando fácil subir em direção à montanha. 42Iahweh, então, me disse: “Dize-lhes: Não subais nem luteis, para não serdes vencidos por vossos inimigos, pois eu não estarei no vosso meio.” 43Assim vos falei. Todavia, não me ouvistes, rebelando- vos contra a ordem de Iahweh: subistes presunçosamente em direção à montanha. 44O povo amorreu, que habita esta montanha, saiu então ao vosso encontro, perseguindo-vos como abelhas, e vos derrotou desde Seir até Horma. 45Voltastes e chorastes diante de Iahweh; mas Iahweh não ouviu os vossos clamores e nem vos deu atenção. 46E por isso tivestes que morar em Cades por todos aqueles muitos dias que lá permanecestes.

2 De Cades ao Arnon1Viramo-nos, então, partindo para o deserto, a caminho do mar de Suf, conforme Iahweh me ordenara. E durante muitos dias contornamos a montanha de Seir. 2E Iahweh me disse: 3“Já rodeastes bastante esta montanha. Dirigi-vos para o norte! 4Ordena ao povo: Vós estais passando pelas fronteiras dos vossos irmãos, os filhos de Esaú, que habitam em Seir. Eles vos temem, de modo que deveis ter muito cuidado: 5não os ataqueis, pois nada vos darei da terra deles, nem sequer um pé do seu território: foi a Esaú que eu dei a montanha de Seir como propriedade. 6Comprareis deles o alimento para comer, a preço de dinheiro; e também comprareis deles, a preço de dinheiro, a água para beber. 7Pois Iahweh teu Deus te abençoou em todo trabalho da tua mão; ele acompanhou a tua caminhada por este grande deserto. Eis que durante quarenta anos Iahweh teu Deus esteve contigo e coisa alguma te faltou!” 8Cruzamos o território dos nossos irmãos, os filhos de Esaú que habitam em Seir, e passamos pelo caminho da Arabá, de Elat e de Asiongaber. Depois viramo-nos, tomando o caminho do deserto de Moab. 9Disse-me então Iahweh: “Não ataques Moab e não o provoques à luta, pois nada te darei da sua região. Eu dei Ar como propriedade aos filhos de Ló. 10(Outrora os emim aí habitavam; eram um povo grande, numeroso e de alta estatura como os enacim. 11Eram considerados como rafaim, assim como os enacim; os moabitas, porém, chamam-nos de emim. 12Em Seir habitavam outrora os horreus; os filhos de Esaú, porém, os desalojaram e exterminaram, habitando no seu lugar, assim como Israel fez para se apossar da terra que Iahweh lhe dera.) 13E agora, levantai acampamento e atravessai o ribeiro de Zared!” Atravessamos então o ribeiro de Zared. 14De Cades Barne até à travessia do ribeiro de Zared nossa caminhada durou trinta e oito anos, até que se extinguisse do acampamento toda a geração de homens capacitados para a guerra, conforme Iahweh lhes tinha jurado. 15A mão de Iahweh estava contra eles, eliminando-os do acampamento até à sua completa extinção. 16Quando todos os homens capacitados para a guerra se extinguiram do meio do povo, pela morte, 17Iahweh me falou: 18“Hoje estás atravessando Ar, nas fronteiras de Moab, 19e te aproximas dos filhos de Amon: não os ataques e não os provoques, pois nada te darei da terra dos filhos de Amon para possuir; foi aos filhos de Ló que eu a dei como propriedade. 20(Era também considerada como terra dos rafaim; outrora os rafaim a habitavam, sendo que os amonitas chamavam-nos de zomzomim; 21era um povo grande e numeroso, de estatura alta como os enacim; Iahweh, porém, exterminou-os da frente dos amonitas, que os desalojaram para habitar em seu lugar, 22como fizera para os filhos de Esaú que habitam em Seir, exterminando os horreus da frente deles; eles desalojaram-nos e habitam no seu lugar até hoje. 23Quanto aos aveus que habitavam nos campos até Gaza, os caftorim saíram de Cáftor e os exterminaram, habitando depois em seu lugar.) 24Vamos! Levantai acampamento e atravessai o ribeiro Arnon. Eis que entrego em tua mão a Seon, rei de Hesebon, o amorreu, com sua terra. Começa a conquista! Provoca-o à luta! 25A partir de hoje começo a espalhar o terror e o medo de ti em meio aos povos que existem sob o céu. Eles ouvirão a tua fama, tremerão de medo diante de ti e desfalecerão.”

Conquista do reino de Seon26Do deserto de Cademot enviei mensageiros a Seon, rei de Hesebon, com esta mensagem de paz: 27“Deixa-me passar por tua terra; seguirei sempre pelo caminho, sem me desviar para a direita ou para a esquerda. 28Qúanto ao alimento, tu o venderás a mim por dinheiro, e assim eu comerei; e também vender-me-ás por dinheiro a água para eu beber. Permite-me apenas atravessar a pé — 29como no-lo permitiram os filhos de Esaú que habitam em Seir e os moabitas que habitam em Ar —, até que eu atravesse o Jordão, em direção à terra que Iahweh nosso Deus nos dará. 30Seon, rei de Hesebon, todavia, não permitiu que passássemos pelo seu território, porque Iahweh teu Deus tornou o seu espírito obstinado e endureceu o seu coração, a fim de entregá-lo em tua mão, como hoje se vi) 31Disse-me então Iahweh: “Eis que já comecei a entregar-te Seon, junta mente com sua terra. Começa a conquista para tomar posse da sua terra!” 32Seon saiu ao nosso encontro com todo o seu povo, para batalhar em Jasa. 33Iahweh nosso Deus no-lo entregou e nós o vencemos, bem como seu:, filhos e todo o seu povo. 34Apossamo-nos então de todas as suas cidades e sacrificamos cada uma delas como anátema: homens, mulheres e crianças, sem deixar nenhum sobrevivente, 35exceto o gado, que tomamos para nós como despojo, como também o saque das cidades que conquistamos. 36Desde Aroer, que está à margem do vale do Arnon, com a cidade que está dentro do vale, até Galaad, não houve cidade inexpugnável para nós: Iahweh nosso Deus no-las entregou todas. 37Somente da terra dos amonitas não te aproximaste, isto é, de toda a região do vale do Jaboc e das cidades da montanha, e de tudo o que Iahweh nosso Deus nos tinha proibido.

3 Conquista do reino de Og1Voltamo-nos então e subimos em direção a Basã. Og, rei de Basã, juntamente com o seu povo, saiu ao nosso encontro para guerrear em Edrai. 2Disse-me Iahweh: “Não o temas, pois entreguei em tua mão tanto a ele como todo o seu povo e a sua terra. Tratá-lo-ás como trataste a Seon, o rei dos amorreus que habitava em Hesebon.” 3Iahweh nosso Deus entregou em nossa mão também a Og, rei de Basã, juntamente com todo o seu povo. Nós o combatemos até que nenhum sobrevivente lhe restasse. 4Apossamo-nos então de todas as suas cidades; não houve povoado que não tomássemos: sessenta cidades, toda a região de Argob, o reino de Og em Basã. 5Todas essas cidades eram fortificadas com altas muralhas, providas de portas e ferrolhos; sem contar as cidades dos ferezeus, em grande quantidade. 6Sacrificamo-las como anátema, como havíamos feito a Seon, rei de Hesebon, destruindo cada cidade, homens, mulheres e crianças. 7Contudo, tomamos todo o gado e o despojo das cidades como presa. 8Foi assim que, naquele tempo, tomamos a terra dos dois reis amorreus, no outro lado do Jordão, desde o ribeiro Arnon até ao monte Hermon, 9 (os sidônios chamam o Hermon de Sarion; os amorreus, porém, chamam- no de Sanir), 10todas as cidades do planalto, todo Galaad e todo Basã, até Selca e Edrai, cidades do reino de Og em Basã. 11(Pois somente Og rei de Basã, sobrevivera dos remanescentes dos rafaim; seu leito é o leito de ferro  que está em Rabá dos filhos de Amon: tem nove côvados de comprimento e quatro côvados de largura, em côvado comum).

Partilha da Transjordânia12Ocupamos então aquela terra, desde Aroer, que está à margem do ribeiro Arnon. Dei aos rubenitas e aos gaditas a metade da montanha de Galaad, com suas cidades. 13À meia tribo de Manasses dei o resto de Galaad e todo Basã, o reino de Og. (Toda aquela região de Argob, todo Basã, se chamava terra dos rafaim. 14Jair, filho de Manasses, tomou a região de Argob, até às fronteiras dos gessuritas e dos maacatitas. Em vez de Basã, foi dado a esses lugares o nome de Havot-Jair, que permanece até o dia de hoje.) 15A Maquir dei Galaad. 16Aos rubenitas e aos gaditas dei o território que vai de Galaad até o ribeiro Arnon — o meio do ribeiro serve de fronteira —, e até ao ribeiro Jaboc, que é fronteira dos filhos de Amon. 17A Arabá e o Jordão servem de fronteira, desde Quineret até ao mar da Arabá (o mar salgado), aos pés do declive oriental do Fasga.

Ultimas ordens de Moisés18Foi então que eu vos dei esta ordem: “Iahweh vosso Deus entregou-vos esta terra como propriedade. Vós, combatentes, homens fortes, marchareis à frente dos vossos irmãos, os filhos de Israel; 19somente vossas mulheres, vossas crianças e vosso gado (sei que tendes muito gado) permanecerão nas cidades que vos dei, 20até que Iahweh tenha dado repouso aos vossos irmãos como a vós, e que também eles tenham conquistado a terra que Iahweh vosso Deus lhes dará, no outro lado do Jordão. Voltareis então, cada um para a propriedade que vos dei.” 21Nessa mesma ocasião ordenei a Josué: “Teus olhos foram testemunhas de tudo o que Iahweh nosso Deus fez a esses dois reis. Pois assim fará Iahweh a todos os reinos por onde passares. 22Não tenhais medo deles, pois quem combate por vós é Iahweh vosso Deus!” 23Implorei então a Iahweh: 24“Iahweh, meu Senhor! Começaste a mostrar ao teu servo tua grandeza e a força da tua mão. Qual é o deus no céu e na terra que pode realizar obras e feitos poderosos como os teus? 25Deixa- me passar! Deixa-me ver a boa terra que está do outro lado do Jordão, esta boa montanha e o Líbano!” 26Por vossa causa, porém, Iahweh irritou-se contra mim e não me atendeu; Iahweh disse-me apenas: “Basta! Não me fales mais nada a este respeito! 27Sobe ao topo do Fasga, levanta teus olhos para o ocidente, para o norte, para o sul e para o oriente, e contempla com os teus olhos, pois não vais atravessar este Jordão! 28Passa tuas ordens a Josué. Encoraja-o e fortifica-o, pois é ele quem vai atravessar à frente deste povo, fazendo-o tomar posse da terra que estás contemplando!” 29Permanecemos então no vale, diante de Bet-Fegor.

4 A infidelidade de Fegor e a verdadeira sabedoria 1Agora, pois, ó Israel, ouve os estatutos e as normas que eu hoje vos ensino a praticar, a fim de que vivais e entreis para possuir a terra que vos dará Iahweh, o Deus dos vossos pais. 2Nada acrescentareis ao que eu vos ordeno, e nada tirareis também: observareis os mandamentos de Iahweh vosso Deus tais como vo-los prescrevo. 3Vossos olhos foram testemunhas do que Iahweh fez em Baal-Fegor: Iahweh teu Deus exterminou do teu meio todos os que seguiram o Baal de Fegor; 4quanto a vós, porém, permanecestes apegado a Iahweh vosso Deus, e hoje estais todos vivos. 5Eis que vos ensinei estatutos e normas, conforme Iahweh meu Deus me ordenara, para que os coloqueis em prática na terra em que estais entrando, a fim de tomardes posse dela. 6Portanto, cuidai de pô-los em prática, pois isto vos tornará sábios e inteligentes aos olhos dos povos. Ao ouvir todos esses estatutos, eles vão dizer: “Só existe um povo sábio e inteligente: é esta grande nação!” 7De fato! Qual a grande nação cujos deuses lhe estejam tão próximos como Iahweh nosso Deus, todas as vezes que o invocamos? 8E qual a grau de nação que tenha estatutos e normas tão justas como toda esta Lei que eu vos proponho hoje?

A revelação do Horeb e suas exigências9Apenas fica atento a ti mesmo! Presta muita atenção em tua vida, para não te esqueceres das coisas que os teus olhos viram, e para que elas nunca se apartem do teu coração, em nenhum dia da tua vida. Ensina-as aos teus filhos e aos teus netos. 10No dia em que estavas diante de Iahweh teu Deus no Horeb — quando Iahweh me disse: “Reúne-me o povo, para que eu os faça ouvir minhas palavras e aprendam a temer-me por todo o tempo em que viverem sobre a terra, e as ensinem aos seus filhos” —, 11vós vos aproximastes, postando-vos ao pé da montanha. A montanha ardia em fogo até ao céu, em meio a trevas, nuvens e escuridão retumbante. 12Então Iahweh vos falou do meio do fogo. Ouvíeis o som das palavras, mas nenhuma forma distinguistes: nada, além de uma voz! 13Ele vos revelou então a Aliança que vos ordenara cumprir: as Dez Palavras, escrevendo-as em duas tábuas de pedra. 14Nessa mesma ocasião Iahweh ordenou-me ensinar-vos estatutos e normas, para que os cumprais na terra para a qual passais, a fim de tomardes posse dela.15Ficai muito atentos a vós mesmos! Uma vez que nenhuma forma vistes no dia em que Iahweh vos falou no Horeb, do meio do fogo, 16não vos pervertais, fazendo para vós uma imagem esculpida em forma de ídolo: uma figura de homem ou de mulher, 17figura de algum animal terrestre, de algum pássaro que voa no céu, 18de algum réptil que rasteja sobre o solo, ou figura de algum peixe que há nas águas que estão sob a terra. 19Levantando teus olhos ao céu e vendo o sol, a lua, as estrelas e todo o exército do céu, não te deixes seduzir para adorá-los e servi-los! São coisas que Iahweh teu Deus repartiu entre todos os povos que vivem sob o céu. 20Quanto a vós, porém, Iahweh vos tomou e vos fez sair do Egito, daquela fornalha de ferro, para que fôsseis o povo da sua herança, como hoje se vê.

Perspectivas de castigo e conversão21Por vossa causa Iahweh enfureceu-se contra mim, jurando que eu não atravessaria o Jordão e não entraria na boa terra que Iahweh teu Deus te dará como herança! 22Eis que eu vou morrer nesta terra, sem atravessar o Jordão. Vós, porém, atravessareis e tomareis posse daquela boa terra. 23Ficai atentos a vós mesmos, para não vos esquecerdes da Aliança que Iahweh vosso Deus concluiu convosco, e não fazerdes uma imagem esculpida de qualquer coisa que Iahweh teu Deus te proibiu, 24pois teu Deus Iahweh é um fogo devorador. Ele é um Deus ciumento. 25Quando tiverdes gerado filhos e netos, e fordes velhos na terra, e vos corromperdes, fazendo uma imagem esculpida qualquer, praticando o que é mau aos olhos de Iahweh teu Deus, de modo a irritá-lo, 26eu tomo hoje o céu e a terra como testemunhas contra vós: sereis depressa e completamente exterminados da face da terra da qual ides tomar posse ao atravessardes o Jordão. Não prolongareis vossos dias sobre ela, pois sereis completamente aniquilados. 27Iahweh vos dispersará entre os povos e restará de vós apenas um pequeno número, no meio das nações para onde Iahweh vos tiver conduzido. 28Lá servireis a deuses feitos por mãos humanas, de madeira e de pedra, que não podem ver ou ouvir, comer ou cheirar. 29De lá, então, irás procurar Iahweh teu Deus, e o encontrarás, se o procurares com todo o teu coração e com toda a tua alma. 30Na tua angústia todas estas coisas te atingirão; no fim dos tempos, porém, tu te voltarás para Iahweh teu Deus e obedecerás à sua voz; 31pois Iahweh teu Deus é um Deus misericordioso: não te abandonará e não te destruirá, pois nunca vai se esquecer da Aliança que concluiu com os teus pais por meio de um juramento.

Grandeza da escolha divina32Interroga, pois, os tempos passados, que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra: de uma ponta do céu até a outra existiu já uma coisa tão grande como esta? Ouviu-se algo de semelhante? 33Existe um povo que tenha ouvido a voz do Deus vivo falando do meio do fogo, como tu a ouviste, e que tenha permanecido vivo? 34Ou um Deus que tenha vindo para tomar para si uma nação do meio de outra nação, com provas, sinais, prodígios e combates, com mão forte e braço estendido, por meio de grandes terrores — como tudo o que Iahweh vosso Deus realizou no Egito, em vosso favor, aos vossos olhos? 35Foi a ti que ele mostrou tudo isso, para que soubesses que Iahweh é o único Deus. Além dele não existe outro!36Do céu ele fez com que ouvisses a sua voz, para te instruir; ele te fez ver o seu grande fogo sobre a terra e ouviste suas palavras do meio do fogo. 37E porque ele amava teus pais, e depois deles escolheu a sua descendência, ele próprio te fez sair do Egito por meio de sua presença e de sua grande força; 38desalojou nações maiores e mais poderosas do que tu, para te introduzir na sua terra e dá-la a ti em herança, como hoje se vê. 39Portanto, reconhece hoje e medita em teu coração: Iahweh é o único Deus, tanto no alto do céu, como cá embaixo, na terra. Não existe outro! 40Observa seus estatutos e seus mandamentos que eu hoje te ordeno, para que tudo corra bem a ti e aos teus filhos depois de ti, e para que prolongue, teus dias sobre a terra que Iahweh teu Deus te dará, para todo o sempre

As cidades de refúgio41E Moisés reservou três cidades no outro lado do Jordão, na parte leste, 42para que ali se refugiasse o homicida que tivesse assassinado seu irmão sem premeditação, sem o ter odiado antes; ele poderá então salvar a própria vida fugindo para uma daquelas cidades. 43Para os rubenitas era Bosor, no deserto, no planalto; para os gaditas, Ramot em Galaad, e para os manassitas, Golã, em Basã.

SEGUNDO DISCURSO DE MOISÉS

44Esta é a Lei que Moisés promulgou para os filhos de Israel. 45São estes os testemunhos, os estatutos e as normas que Moisés comunicou aos filhos de Israel, quando saíram do Egito, 46no outro lado do Jordão, no vale próximo a Bet-Fegor, na terra de Seon, o rei dos amorreus que habitava em Hesebon. Moisés e os filhos de Israel o venceram ao saírem do Egito, 47tomando posse da sua terra, como também da terra de Og, rei de Basã, — ambos reis dos amorreus, no lado oriental do Jordão, — 48desde Aroer, que está nas encostas do vale do Arnon, até ao monte Sion (isto é, o Hermon), 49e de toda a Arabá no lado oriental do Jordão, até ao mar da Arabá, ao pé das encostas do Fasga.

5 O Decálogo1Moisés convocou todo Israel e disse: Ouve, ó Israel, os estatutos e as normas que hoje proclamo aos vossos ouvidos. Vós os aprendereis e cuidareis de pô-los em prática. 2Iahweh nosso Deus concluiu conosco uma Aliança no Horeb. 3Iahweh não concluiu esta Aliança com nossos pais, mas conosco, conosco que estamos hoje aqui, todos vivos. 4Iahweh falou convosco face a face, do meio do fogo, sobre a montanha. 5Eu estava então entre Iahweh e vós, para vos anunciar a palavra de Iahweh, pois ficastes com medo do fogo e não subistes à montanha. Ele disse: 6“Eu sou Iahweh teu Deus, aquele que te fez sair da terra do Egito, da casa da escravidão- 7Não terás outros deuses diante de mim. 8Não farás para ti imagem esculpida, de nada que se assemelhe ao que existe lá em cima, no céu, ou cá embaixo na terra, ou nas águas que estão debaixo da terra. 9Não te prostrarás diante desses deuses nem os servirás,porque eu, Iahweh teu Deus, sou um Deus ciumento, que puno a iniqüidade dos pais sobre os filhos, até a terceira e a quarta geração dos que me odeiam, 10mas que também ajo com amor até a milésima geração para com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. 11Não pronunciarás em vão o nome de Iahweh teu Deus, pois Iahweh não deixará impune aquele que pronunciar em vão o seu nome. 12Guardarás o dia de sábado para santificá-lo, conforme ordenou Iahweh teu Deus. 13Trabalharás durante seis dias e farás toda a tua obra; 14o sétimo dia, porém, é o sábado de Iahweh teu Deus. Não farás nenhum trabalho, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu boi, nem teu jumento, nem qualquer dos teus animais, nem o estrangeiro que está em tuas portas. Deste modo o teu escravo e a tua escrava poderão repousar como tu. 15Recorda que foste escravo na terra do Egito, e que Iahweh teu Deus te fez sair de lá com mão forte e braço estendido. É por isso que Iahweh teu Deus te ordenou guardar o dia de sábado. 16Honra teu pai e tua mãe, conforme te ordenou Iahweh teu Deus, para que os teus dias se prolonguem e tudo corra bem na terra que Iahweh leu Deus te dá. 17Não matarás. 18Não cometerás adultério. 19Não roubarás. 20Não apresentarás um falso testemunho contra o teu próximo. 21Não cobiçarás a mulher do teu próximo; nem desejarás para ti a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu escravo, nem a sua escrava, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença a teu próximo.” 22Tais foram as palavras que, em alta voz, Iahweh dirigiu a toda a vossa assembléia no monte, do meio do fogo, em meio a trevas, nuvens e escuridão. Sem nada acrescentar, escreveu-as sobre duas tábuas de pedra e as entregou a mim.

Mediação de Moisés23Contudo, quando ouvistes a voz que vinha do meio das trevas, enquanto a montanha ardia em fogo, vós todos, chefes de vossas tribos e anciãos, vos aproximastes de mim 24para dizer: “Eis que Iahweh nosso Deus nos mostrou sua glória e sua grandeza, e nós ouvimos a sua voz do meio do fogo. Hoje vimos que Deus pode falar ao homem, sem que este deixe de viver. 25E agora, por que iríamos morrer? Este grande fogo vai nos devorar! Se continuarmos a ouvir a voz de Iahweh nosso Deus nós vamos morrer! 26Com efeito, quem dentre todos os seres carnais pôde, como nós, ouvir a voz do Deus vivo, falando do meio do fogo, e permanecer vivo? 27Aproxima-te para ouvir tudo o que Iahweh nosso Deus viu dizer. Tu nos dirás tudo o que Iahweh nosso Deus te falar. Nós ouviremos e poremos em prática.” 28Iahweh ouviu o tom das vossas palavras quando falastes comigo, e nu disse: “Ouvi o tom das palavras que este povo te dirigiu. Tudo o que falaram é muito bom! 29Oxalá o seu coração fosse sempre assim, para temei me e observar continuamente todos os meus mandamentos, de modo que tudo corresse bem para eles e seus filhos, para sempre! 30Vai e dize-lhes ‘Voltai às vossas tendas!’ 31Tu, porém, permanece aqui comigo, para que eu te diga todos os mandamentos, os estatutos e as normas que lhes ensinarás, a fim de que os pratiquem na terra cuja posse eu lhes darei.”

O amor de Iahweh, essência da Lei32Observai, portanto, para agirdes conforme vos ordenou Iahweh vosso Deus. Não vos desvieis, nem para a direita, nem para a esquerda. 33Andareis em todo o caminho que Iahweh vosso Deus vos ordenou, para que vivais, sendo felizes e prolongando os vossos dias na terra que ides conquistar.

6 1São estes os mandamentos, os estatutos e as normas que Iahweh vosso Deus ordenou ensinar-vos, para que os coloqueis em prática na terra para a qual passais, a fim de tomardes posse dela, 2e, assim, temas a Iahweh teu Deus e observes todos os seus estatutos e mandamentos que eu hoje te ordeno — tu, teu filho e teu neto —, todos os dias da tua vida, para que os teus dias se prolonguem. 3Portanto, ó Israel, ouve e cuida de pôr em prática o que será bom para ti e te multiplicará muito, conforme te disse Iahweh, Deus dos teus pais, ao entregar-te uma terra onde mana leite e mel. 4Ouve, ó Israel: Iahweh nosso Deus é o único Iahweh! 5Portanto, amarás a Iahweh teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua força. 6Que estas palavras que hoje te ordeno estejam em teu coração! 7Tu as inculcarás aos teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando em teu caminho, deitado e de pé. 8 Tu as atarás também à tua mão como um sinal, e serão como um frontal entre os teus olhos; 9tu as escreverás nos umbrais da tua casa, e nas tuas portas. 10Quando Iahweh teu Deus te introduzir na terra que ele, sob juramento, prometeu a teus pais — Abraão, Isaac e Jacó — que te daria, nas cidades grandes e boas que não edificaste, 11nas casas cheias de tudo o que é bom, casas que não encheste; poços abertos que não cavaste; vinhas e olivais que não plantaste; quando, pois, comeres e estiveres saciado, 12fica atento a ti mesmo! Não te esqueças de Iahweh, que te fez sair da terra do Egito, da casa da escravidão! 13É a Iahweh teu Deus que temerás. A ele servirás e pelo seu nome jurarás.

Apelo à fidelidade14Não seguireis outros deuses, qualquer um dos deuses dos povos que estão ao vosso redor, 15pois Iahweh teu Deus é um Deus ciumento, que habita em teu meio. A cólera de Iahweh teu Deus se inflamaria contra ti, e ele te exterminaria da face da terra. 16Não tentareis a Iahweh vosso Deus como o tentastes em Massa. 17Observareis cuidadosamente os mandamentos de Iahweh vosso Deus, bem como os testemunhos e estatutos que ele te ordenou. 18Farás o que é reto e bom aos olhos de Iahweh, para que tudo te corra bem e venhas a possuir a boa terra que Iahweh prometeu aos teus pais, 19expulsando da tua frente todos os teus inimigos. Assim falou Iahweh! 20Amanhã, quando o teu filho te perguntar: “Que são estes testemunhos e estatutos e normas que Iahweh nosso Deus vos ordenou?”, 21dirás ao teu filho: “Nós éramos escravos do Faraó no Egito, mas Iahweh nos fez sair do Egito com mão forte. 22Aos nossos olhos Iahweh realizou sinais e prodígios grandes e terríveis contra o Egito, contra o Faraó e toda a sua casa. 23Quanto a nós, porém, fez-nos sair de lá para nos introduzir o nos dar a terra que, sob juramento, havia prometido aos nossos pais. 24Iahweh ordenou-nos então cumprirmos todos estes estatutos, temendo a Iahweh nosso Deus, para que tudo nos corra bem, todos os dias; para dar-nos a vida, como hoje se vê. 25Esta será a nossa justiça: cuidarmos de pôr em prática todos estes mandamentos diante de Iahweh nosso Deus, conforme nos ordenou.”  7 Israel é um povo separado1Quando Iahweh teu Deus te houver introduzido na terra em que estás entrando para possuí-la, e expulsado nações mais numerosas do que tu — os heteus, os gergeseus, os amorreus, os cananeus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus —, sete nações mais numerosas e poderosas do que tu; 2quando Iahweh teu Deus entregá-las a ti, tu as derrotarás e as sacrificarás como anátema. Não farás aliança com elas e não as tratarás com piedade. 3Não contrairás matrimônio com elas, não ciarás tua filha a um de seus filhos, nem tomarás uma de suas filhas para leu filho; 4pois deste modo o teu filho se afastaria de mim para servir a outros deuses, e a cólera de Iahweh se inflamaria contra vós, exterminando-te rapidamente. 5Eis como deveis tratá-los: demolir seus altares, despedaçar suas esteias, cortar seus postes sagrados e queimar seus ídolos. 6Pois tu és um povo consagrado a Iahweh teu Deus; foi a ti que Iahweh teu Deus escolheu para que pertenças a ele como seu povo próprio, dentre todos os povos que existem sobre a face da terra.

A eleição e o favor divino7Se Iahweh se afeiçoou a vós e vos escolheu, não é por serdes o mais numeroso de todos os povos — pelo contrário: sois o menor dentre os povos! — 8e sim por amor a vós e para manter a promessa que ele jurou aos vossos pais; por isso Iahweh vos fez sair com mão forte e te resgatou da casa da escravidão, da mão do Faraó, rei do Egito. 9Saberás, portanto, que Iahweh teu Deus é o único Deus, o Deus fiel, que mantém a Aliança e o amor por mil gerações, em favor daqueles que o amam e observam os seus mandamentos; 10mas é também o que retribui pessoal mente aos que o odeiam: faz com que pereça sem demora’ aquele que o odeia, retribuindo-lhe pessoalmente. 11Observa, pois, os mandamentos, os estatutos e as normas que eu hoje te ordeno cumprir. 12Se ouvirdes estas normas e as puserdes em prática, Iahweh teu Deus também te manterá a Aliança e o amor que ele jurou aos teus pais; 13ele te amará, te abençoará e te multiplicará; abençoará também o fruto do teu ventre e o fruto do teu solo, teu trigo, teu vinho novo, teu óleo, a cria das tuas vacas e a prole das tuas ovelhas, na terra que prometeu aos teus pais que te daria. 14Serás mais abençoado do que todos os povos. Ninguém do teu meio será estéril, seja o homem, a mulher, ou o teu gado. 15Iahweh afastará de ti toda doença e todas as graves enfermidades do Egito que bem conheces. Ele não as infligirá a ti, mas a todos os que te odeiam. 16Portanto, devorarás todos os povos que Iahweh teu Deus te entregar. Que teu olho não tenha piedade deles e nem sirvas seus deuses: isto seria uma armadilha para ti.

A força divina17Talvez digas em teu coração: “Estas nações são mais numerosas do que eu, como poderia conquistá-las?” 18Não deves ter medo delas! Lembra-te bem do que Iahweh teu Deus fez ao Faraó e a todo o Egito: 19as grandes provas que teus olhos viram, os sinais e os prodígios, a mão forte e o braço estendido com que Iahweh teu Deus te fez sair! Iahweh teu Deus tratará do mesmo modo todos os povos de que tens medo! 20Além disso, Iahweh teu Deus enviará vespas contra eles, perecendo até os que tiverem restado e se tiverem escondido de ti. 21Não fiques aterrorizado diante deles, pois Iahweh teu Deus, que habita em teu meio, é Deus grande e terrível. 22Iahweh teu Deus pouco a pouco irá expulsando estas nações da tua frente; não poderás exterminá-las rapidamente: as feras do campo se multiplicariam contra ti. 23É Iahweh teu Deus quem vai entregá-las a ti: elas ficarão profundamente perturbadas até que sejam exterminadas. 24Ele vai entregar seus reis em tua mão, e tu apararás o seu nome de sob o céu: ninguém resistirá em tua presença, até que os tenhas exterminado. 25Queimareis os ídolos dos seus deuses. Não cobiçarás a prata e o ouro que os recobrem, nem os tomarás para ti, para que não caias numa armadilha, pois são uma coisa abominável a Iahweh teu Deus. 26Portanto, não introduzirás uma coisa abominável em tua casa: tornar-te-ias anátema como ela. Considera-as como coisas imundas e abomináveis, pois elas são anátemas.

8 A prova do deserto1Observareis todos os mandamentos que hoje vos ordeno cumprir, para que vivais e vos multipliqueis, entreis e possuais a terra que Iahweh, sob juramento,prometeu aos vossos pais. 2Lembra-te, porém, de todo o caminho que Iahweh teu Deus te fez percorrer durante quarenta anos no deserto, a fim de humilhar-te, tentar-te conhecer o que tinhas no coração: irias observar seus mandamentos ou não? 3Ele te humilhou, fez com que sentisses fome e te alimentou com o maná que nem tu nem teus pais conheciam, para te mostrar que o homem não vive apenas de pão, mas que o homem vive de tudo aquilo que procede da boca de Iahweh. 4As vestes que usavas não se envelheceram, nem teu pé inchou durante esses quarenta anos. 5Portanto, reconhece no teu coração que Iahweh teu Deus te educava, como um homem educa seu filho, 6e observa os mandamentos de Iahweh teu Deus, para que andes nos seus caminhos e o temas.

As tentações da Terra Prometida7Eis que Iahweh teu Deus vai te introduzir numa terra boa: terra cheia de ribeiros de água e de fontes profundas que jorram no vale e na montanha; 8terra de trigo e cevada, de vinhas, figueiras e romãzeiras, terra de oliveiras, de azeite e de mel; 9terra onde vais comer pão sem escassez — nela nada te faltará! —, terra cujas pedras são de ferro e de cujas montanhas extrairás o cobre. 10Comerás e ficarás saciado, e bendirás a Iahweh teu Deus na terra que ele te dará. 11Contudo, fica atento a ti mesmo, para que não esqueças a Iahweh teu Deus, e não deixes de cumprir seus mandamentos, normas e estatutos que hoje te ordeno! 12Não aconteça que, havendo comido e estando saciado, havendo construído casas boas e habitando nelas, 13havendo-se multiplicado teus bois e tuas ovelhas tendo aumentado, e multiplicando-se também tua prata e teu ouro, e tudo o que tiveres, — 14que o teu coração se eleve e te esqueças de Iahweh teu Deus, que te fez sair da terra do Egito, da casa da escravidão; 15que te conduziu através daquele grande e terrível deserto, cheio de serpentes abrasadoras, escorpiões e sede; e que, onde não havia água, para ti fez jorrar água da mais dura pedra; 16que te sustentava no deserto com o maná que teus pais não conheceram, para te humilhar e te experimentar, a fim de te fazer bem no futuro! 17Portanto, não vás dizer no teu coração: “Foi a minha força e o poder das minhas mãos que me proporcionaram estas riquezas.” 18Lembra-te de Iahweh teu Deus, pois é ele quem te concede força para te enriqueceres, mantendo a Aliança que jurou aos teus pais, como hoje se vi. 19Contudo, se te esqueceres completamente de Iahweh teu Deus, seguindo outros deuses, servindo-os e adorando-os, eu hoje testemunho contra vós; é certo que perecereis! 20Perecereis do mesmo modo que as nações que Iahweh vai exterminar à vossa frente, por não terdes obedecido à voz de Iahweh vosso Deus.

9 A vitória veio graças a Iahweh, não pelas virtudes de Israel 1Ouve, ó Israel: hoje estás atravessando o Jordão para ires conquistar nações mais numerosas e poderosas do que tu, cidades grandes e fortificadas até o céu. 2Os enacim são um povo grande e de alta estatura. Tu os conheces, pois ouviste dizer: “Quem poderia resistir aos filhos de Enac?” 3Portanto, saberás hoje que Iahweh teu Deus vai atravessar à tua frente, como um fogo devorador; é ele quem os exterminará e é ele quem os submeterá a ti. Tu, então, os desalojarás e, rapidamente, os farás perecer, conforme te falou Iahweh. 4Quando Iahweh teu Deus os tiver removido da tua presença, não vás dizer no teu coração: “É por causa da minha justiça que Iahweh me fez entrar e tomar posse desta terra”, pois é por causa da perversidade dessas nações que Iahweh irá expulsá-las da tua frente. 5Não! Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão do teu coração que estás entrando para tomar posse da sua terra. É por causa da perversidade dessas nações que Iahweh irá expulsá-las da tua frente, e também para cumprir a palavra que ele jurou a teus pais, Abraão, Isaac e Jacó. 6Saibas, portanto: não é por causa da tua justiça que Iahweh teu Deus te concede possuir esta boa terra, pois tu és um povo de cerviz dura!

O pecado de Israel no Horeb e a intercessão de Moisés 7Lembra-te! Não esqueças que irritaste a Iahweh teu Deus no deserto. Desde o dia em que saíste da terra do Egito, até à vossa chegada a este lugar estais sendo rebeldes a Iahweh! 8Até mesmo no Horeb irritastes a Iahweh! Iahweh se enfureceu contra vós, querendo vos exterminar. 9Quando eu subi à montanha para tomar as tábuas de pedra, as tábuas da Aliança que Iahweh tinha concluído convosco, permaneci na montanha durante quarenta dias e quarenta noites, sem comer pão e sem beber água. 10Iahweh deu-me então as duas tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus. Sobre elas estavam todas as palavras que Iahweh falara convosco na montanha, do meio do fogo, no dia da assembléia 11Após quarenta dias e quarenta noites Iahweh entregou-me as duas tábuas de pedra, as tábuas da Aliança. 12Iahweh disse- me então: “Levanta-te! Desce daqui depressa, pois teu povo, o que fizeste sair do Egito, já se corrompeu. Já se desviaram do caminho que eu lhes ordenara: fizeram para si um ídolo de metal fundido!” 13E Iahweh acrescentou: “Vejo bem este povo: é um povo de cerviz dura! 14Deixa-me! Vou exterminá-los, apagar o seu nome de sob o céu! Vou fazer de ti uma nação mais poderosa e numerosa do que esta!” 15Voltei-me e desci da montanha. A montanha ardia em fogo. As duas tábuas da Aliança estavam nas minhas duas mãos. 16E então olhei. Sim! Eis que tínheis pecado contra Iahweh vosso Deus. Havíeis feito um bezerro de metal fundido, afastando-vos bem depressa do caminho que Iahweh vos ordenara. 17Peguei então as duas tábuas e atirei-as com minhas duas mãos, quebrando-as aos vossos olhos. 18Prostrei-me, depois, diante de Iahweh como na primeira vez, durante quarenta dias e quarenta noites. Não comi pão nem bebi água, por causa do pecado que tínheis cometido, fazendo o que era mau aos olhos de Iahweh ao ponto de provocardes a sua cólera. 19Pois eu tinha medo da cólera e do furor que Iahweh dirigia contra vós, querendo até vos exterminar. Iahweh, contudo, ouviu-me ainda esta vez. 20Iahweh também ficou muito enfurecido contra Aarão, querendo exterminá-lo. E naquele dia supliquei também por Aarão. 21Quanto ao pecado que havíeis cometido, o bezerro, tomei-o e queimei-o. Esmaguei-o, moendo-o completamente até reduzi-lo a pó, e atirei-o depois no ribeiro que desce da montanha.

Outros pecados. Oração de Moisés 22Também irritastes continuamente a Iahweh em Tabera, em Massa e em Cibrot-ataava. 23E quando Iahweh vos enviou de Cades Barne, dizendo: “Subi e tomai posse da terra que eu vos dei”, vós vos revoltastes contra a ordem de Iahweh vosso Deus, não lhe destes crédito e não obedecestes à sua voz. 24Estais sendo rebeldes a Iahweh desde o dia em que ele vos conheceu! 25Prostrei-me, pois, diante de Iahweh. E fiquei prostrado durante quarenta dias e quarenta noites, porque Iahweh falara em vos exterminar. 26Supliquei então a Iahweh: “Iahweh, meu Senhor! Não destruas o teu povo, a tua herança! Tu o resgataste com a tua grandeza; tu o fizeste sair do Egito com mão forte! 27Lembra-te dos teus servos, de Abraão, Isaac e Jacó! Não atentes para a obstinação deste povo, para sua perversidade e seu pecado, 28para que, na terra de onde nos fizeste sair, não venham a dizer: ‘Iahweh não foi capaz de conduzi-los para a terra de que lhes falara! Foi por ódio que ele os fez sair, para fazê-los morrer no deserto!’ 29Apesar de tudo, eles são o teu povo e a tua herança! Tu os fizeste sair com a tua grande força e o teu braço estendido!”

10 A Arca da Aliança e a escolha de Levi1Iahweh disse-me então: “Corta duas tábuas de pedra como as primeiras e sobe até a mim, na montanha. Faze também uma arca de madeira. 2Escreverei sobre as tábuas as palavras que estavam sobre as primeiras tábuas que quebraste, e tu as colocarás na arca.” 3Fiz uma arca de madeira dê acácia, cortei duas tábuas de pedra como as primeiras e subi à montanha, com as duas tábuas na mão 4Ele. então, escreveu sobre as tábuas o mesmo texto que havia escrito antes, as Dez Palavras que Iahweh vos tinha falado na montanha, do meio do fogo, no dia da assembléia. A seguir Iahweh entregou-as a mim. 5Depois voltei-me, desci da montanha e coloquei as duas tábuas na arca que eu havia feito. E elas permanecem lá, conforme Iahweh me ordenara. 6Os filhos de Israel partiram então dos poços dos Benê-Jacã para Moserá. Neste lugar faleceu e foi sepultado Aarão. Seu filho, Eleazar sucedeu-lhe no sacerdócio. 7Dali partiram para Gadgad, e de Gadgad para Jetebata, uma terra cheia de ribeiros de água. 8Foi por este tempo que Iahweh destacou a tribo de Levi para levar a Arca da Aliança de Iahweh e ficar à disposição de Iahweh, para servi-lo e abençoar em seu nome, até ao dia de hoje. 9É por isso que Levi não teve parte nem herança com seus irmãos. Iahweh é a sua herança, conforme Iahweh teu Deus lhe falara. 10Quanto a mim, permaneci na montanha durante quarenta dias e quarenta noites, como na primeira vez. E Iahweh me ouviu ainda esta vez, e Iahweh não quis te destruir. 11Iahweh disse-me então: “Levanta-te, caminha à frente deste povo, para que tomem posse da terra que eu jurei aos seus pais que lhes daria.”

A circuncisão do coração12E agora, Israel, que é que Iahweh teu Deus te pede? Apenas que temas a Iahweh teu Deus, andando em seus caminhos, e o ames, servindo a Iahweh teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, 13e que observes os mandamentos de Iahweh e os estatutos que eu te ordeno hoje, para o teu bem. 14Vê: é a Iahweh teu Deus que pertencem os céus e os céus dos céus, a terra e tudo o que nela existe. 15Contudo, foi somente com teus pais que Iahweh se ligou, para amá-los! E depois deles escolheu dentre todos os povos a sua descendência — vós próprios! — como hoje se vê. 16Circuncidai, pois, o vosso coração e nunca mais reteseis a vossa nuca! 17Pois Iahweh vosso Deus é o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores, o Deus grande, o valente, o terrível, que não faz acepção de pessoas e não aceita suborno; 18o que faz justiça ao órfão e à viúva, e ama o estrangeiro, dando-lhe pão e roupa. 19(Portanto, amareis o estrangeiro, porque fostes estrangeiros na terra do Egito.) 20A Iahweh teu Deus temerás e servirás, a ele te apegarás e por seu nome jurarás. 21A ele deves louvar: ele é o teu Deus. Ele realizou em teu favor essas coisas grandes e terríveis que os teus olhos viram. 22Ao descerem para o Egito teus pais eram apenas setenta pessoas. Agora, contudo, Iahweh teu Deus tornou-te numeroso como as estrelas do céu!

11 A experiência de Israel 1Amarás a Iahweh teu Deus e observarás continuamente o que deve ser observado: seus estatutos, suas normas e mandamentos. 2Fostes vós que fizestes a experiência, e não vossos filhos. Eles não conheceram nem viram a pedagogia de Iahweh vosso Deus, sua grandeza, sua mão forte e seu braço estendido, 3os sinais e as obras que ele realizou no meio do Egito, contra Faraó, rei do Egito, e contra toda a sua terra; 4o que ele fez contra o exército do Egito, seus cavalos e carros, fazendo as águas do mar Vermelho refluir sobre eles, quando vos perseguiam: Iahweh os aniquilou até ao dia de hoje; 5e o que fez por vós no deserto, até que chegásseis a este lugar; 6e ainda o que fez a Datã e a Abitam, filhos de Eliab, o rubenita: a terra abriu sua boca e engoliu-os, juntamente com suas famílias, tendas e tudo o que os seguia, no meio de todo Israel. 7Vossos olhos foram testemunhas de toda a grande obra que Iahweh realizou.

Promessa e advertências 8Observareis, portanto, todos os mandamentos que eu vos ordeno hoje, para vos fortalecerdes, entrardes e tomardes posse da terra para a qual passais, a fim de possuí-la, 9e para que prolongueis os vossos dias sobre a terra que Iahweh, sob juramento, prometeu dar a vossos pais e à sua descendência: uma terra onde mana leite e mel! 10Pois a terra em que estás entrando a fim de tomares posse dela não é como a de onde saístes, a terra do Egito: lá semeavas tua semente e irrigavas com o pé, como uma horta! 11A terra para a qual vós ides, a fim de tomardes posse dela é uma terra de montes e vales, que bebe água da chuva do céu! 12É uma terra de que Iahweh teu Deus cuida. Os olhos de Iahweh teu Deus estão sempre fixos nela, do início ao fim do ano. 13Portanto, se de fato obedecerdes aos mandamentos que hoje vos ordeno, amando a Iahweh vosso Deus e servindo-o com todo o vosso coração e com toda a vossa alma, 14darei chuva para a vossa terra no tempo certo: chuvas de outono e de primavera. Poderás assim recolher teu trigo, teu vinho novo e teu óleo; 15darei erva no campo para o teu rebanho, de modo que poderás comer e ficar saciado. 16Contudo, ficai atentos a vós mesmos, para que o vosso coração não se deixe seduzir e não vos desvieis para servir a outros deuses, prostrando-vos diante deles. 17A cólera de Iahweh se inflamaria contra vós e ele bloquearia o céu: não haveria mais chuva e a terra não daria o seu produto; deste modo desapareceríeis rapidamente da boa terra que Iahweh vos dá!

Conclusão 18Colocai estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, ataia-as como um sinal em vossa mão, e sejam como um frontal entre os vossos olhos. 19Ensinai-as aos vossos filhos, falando delas sentado em tua casa e andando em teu caminho, deitado e de pé; 20tu as escreverás nos umbrais da tua casa, e nas tuas portas, 21para que vossos dias e os dias de vossos filhos se multipliquem sobre a terra que Iahweh jurou dar aos vossos pais, e sejam tão numerosos como os dias em que o céu permanecer sobre a terra. 22Com efeito, se observardes de fato todos estes mandamentos que hoje vos ordeno cumprir — amando a Iahweh vosso Deus, andando em todos os seus caminhos e aderindo a ele —, 23Iahweh desalojará para vós todas essas nações para que tomeis posse de nações maiores e mais poderosas do que vós. 24Todo lugar em que a sola dos vossos pés pisar será vosso: o vosso território irá desde o deserto até ao Líbano, desde o rio, o Eufrates, até ao mar ocidental. 25Ninguém resistirá a vós: Iahweh vosso Deus espalhará o medo e o terror de vós por toda a terra em que pisardes, conforme vos falou. 26Vede: hoje estou colocando a bênção e a maldição diante de vós: 27A bênção, se obedecerdes aos mandamentos de Iahweh vosso Deus que hoje vos ordeno; 28a maldição, se não obedecerdes aos mandamentos de Iahweh vosso Deus, desviando-vos do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses, que não conhecestes. 29Quando Iahweh teu Deus te houver introduzido na terra em que estás entrando a fim de tomares posse dela, colocarás a bênção sobre o monte Garizam e a maldição sobre o monte Ebal. 30(Estes montes, como se sabe, estão no outro lado do Jordão, a caminho do poente, na terra dos cananeus que habitam na Arabá, diante de Guilgal, perto do carvalhal de Moré.) 31Pois estais atravessando o Jordão para entrardes e tomardes posse da terra que Iahweh vosso Deus vos dará: tomareis posse dela e nela habitareis. 32Portanto, cuidai de pôr em prática todos os estatutos e as normas que hoje coloco à vossa frente.

II. O Código Deuteronômico

12 1São estes os estatutos e as normas que cuidareis de pôr em prática na terra cuja posse Iahweh, Deus dos teus pais te dará, durante todos os dias em que viverdes sobre a terra.

O lugar do culto2Devereis destruir todos os lugares em que as nações que ireis conquistar tinham servido aos seus deuses, sobre os altos montes, sobre as colinas e sob toda árvore verdejante. 3Demolireis seus altares, despedaçareis suas esteias, queimareis seus postes sagrados e esmagareis os ídolos dos seus deuses, fazendo com que o nome deles desapareça de tal lugar. 4Em relação a Iahweh vosso Deus não agireis desse modo. 5Pelo contrário: buscá-lo-eis somente no lugar que Iahweh vosso Deus houver escolhido, dentre todas as vossas tribos, para aí colocar o seu nome e aí fazê-lo habitar. 6Levareis para lá vossos holocaustos e vossos sacrifícios, vossos dízimos e os dons das vossas mãos, vossos sacrifícios votivos e vossos sacrifícios espontâneos, os primogênitos das vossas vacas e das vossas ovelhas. 7E comereis lá, diante de Iahweh vosso Deus, alegrando-vos com todo o empreendimento da vossa mão, vós e vossas famílias, com o que Iahweh teu Deus te houver abençoado. 8Não procedereis conforme procedemos aqui hoje: cada um fazendo o que lhe parece bom, 9pois até agora ainda não entrastes no lugar de repouso e na herança que Iahweh teu Deus te dará. 10Atravessareis o Jordão e habitareis na terra que Iahweh vosso Deus vos dará como herança: ele vos protegerá de todos os vossos inimigos ao redor, para que habiteis em segurança. 11É no lugar que Iahweh vosso Deus houver escolhido para aí fazer habitar o seu nome que trareis tudo o que eu vos ordenei: vossos holocaustos, vossos sacrifícios, vossos dízimos, os dons das vossas mãos e todas as oferendas escolhidas que tiverdes prometido como voto a Iahweh. 12Alegrar-vos-eis diante de Iahweh vosso Deus, vós, vossos filhos e vossas filhas, vossos servos e vossas servas, e o levita que mora em vossas cidades, pois ele não tem parte nem herança convosco.

Precisões sobre os sacrifícios 13Fica atento a ti mesmo! Não oferecerás teus holocaustos em qualquer lugar que vejas, 14pois é só no lugar que Iahweh houver escolhido, numa das tuas tribos, que deverás oferecer teus holocaustos; é lá que deverás pôr em prática tudo o que eu te ordeno. 15Entretanto, quando quiseres, poderás imolar e comer da carne em cada uma das tuas cidades, conforme a bênção que Iahweh teu Deus te houver concedido. Poderás comer tanto o puro como o impuro, assim como se come a gazela e o cervo; 16o sangue, porém, não o comereis: tu o derramarás por terra como água. 17Não poderás comer em tuas cidades o dízimo do teu trigo, do teu vinho novo e do teu óleo, nem os primogênitos das tuas vacas e ovelhas, nem algo dos sacrifícios votivos que hajas prometido, ou dos teus sacrifícios espontâneos, ou ainda dos dons da tua mão. 18Tu os comerás diante de Iahweh teu Deus, somente no lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, e o levita que habita contigo. E te alegrarás diante de Iahweh teu Deus de todo o empreendimento da tua mão. 19Fica atento a ti mesmo! Nunca abandones o levita em tua terra, todos os teus dias. 20Quando Iahweh teu Deus tiver alargado teu território, conforme te falara, e disseres: “Eu queria comer carne!”, caso desejes comer carne, podes comer carne o quanto queiras. 21Se o lugar escolhido por Iahweh teu Deus para aí colocar o seu nome estiver muito longe de ti, poderás então imolar das vacas e ovelhas que Iahweh teu Deus te houver dado, conforme te ordenei. Poderás comer nas tuas cidades o quanto desejares. 22Do mesmo modo como se come a gazela e o cervo, assim as comerás: o puro junto com o impuro. 23Sê firme, contudo, para não comeres o sangue, porque o sangue é a vida. Portanto, não comas a vida com a carne. 24Jamais o comerás! Derrama-o por terra como água. 25Não o comas, para que tudo corra bem a ti e a teus filhos depois de ti, pois deste modo estarás fazendo o que é reto aos olhos de Iahweh. 26Todavia, das coisas que te pertencem, tomarás o que tiveres consagrado, bem como teus sacrifícios votivos, e irás ao lugar que Iahweh houver escolhido. 27Oferecerás teus holocaustos — a carne e o sangue — sobre o altar de Iahweh teu Deus: o sangue dos teus sacrifícios será derramado sobre o altar de Iahweh teu Deus, e comerás a carne. 28Ouve com atenção, para pores em prática todas as coisas que te ordeno, para que tudo corra bem a ti e a teus filhos depois de ti, para sempre, pois estarás fazendo o que é bom e reto aos olhos de Iahweh teu Deus

Contra os cultos cananeus 29Quando Iahweh teu Deus houver destruído as nações para onde te diriges, para te apoderares delas, e as tiveres conquistado e habitares em suas terras, 30fica atento a ti mesmo! Não te deixes seduzir, não vás seguir o que ele havia exterminado da tua frente; não procures pelos seus deuses, dizendo: “Como estas nações serviam os seus deuses? Vou fazer o mesmo!” 31Não procederás deste modo para com Iahweh teu Deus! Pois elas faziam a seus deuses tudo o que é abominação para Iahweh, tudo o que ele detesta: por seus deuses chegaram até a queimar os próprios filhos e filhas!

13 1Cuidareis de pôr em prática tudo o que eu vos ordeno. Nada acrescentarás e nada tirarás!

Contra as seduções da idolatria 2Quando surgir em teu meio um profeta ou um intérprete de sonhos, e te apresentar um sinal ou um prodígio, 3se este sinal ou prodígio que ele anunciou se realiza e ele te diz: “Vamos seguir outros deuses (que não conheceste) e servi-los”, — 4não ouças as palavras desse profeta ou desse intérprete de sonhos. Porque é Iahweh vosso Deus que vos experimenta, para saber se de fato amais a Iahweh vosso Deus com todo o vosso coração e com todo o vosso ser. 5Seguireis a Iahweh vosso Deus e a ele temereis, observareis seus mandamentos e obedecereis à sua voz, a ele servireis e a ele vos apegareis. 6Quanto ao profeta ou intérprete de sonhos, deverá ser morto, pois pregou a rebeldia contra Iahweh vosso Deus, que vos fez sair da terra do Egito e vos resgatou da casa da escravidão, para te afastar do caminho em que Iahweh teu Deus te ordenou caminhar. Deste modo extirparás o mal do teu meio. 7Se teu irmão — filho do teu pai ou da tua mãe —, teu filho, tua filha, ou a mulher que repousa em teu seio, ou o amigo que é como tu mesmo, quiser te seduzir secretamente, dizendo: “Vamos servir a outros deuses”, deuses que nem tu nem teus pais conheceram, 8— deuses de povos vizinhos, próximos ou distantes de ti, de uma extremidade da terra à outra,  9não lhe darás consentimento, não o ouvirás, e que teu olho não tenha piedade dele; não uses de misericórdia e não escondas o seu erro. 10Pelo contrário: deverás matá-lo! Tua mão será a primeira a matá-lo e, a seguir, a mão de todo o povo. 11Apedreja-o até que morra, pois tentou afastar-te de Iahweh teu Deus, que te fez sair da terra do Egito, da casa da escravidão. 12E todo Israel ouvirá, ficará com medo e nunca mais se fará uma ação má como esta em teu meio. 13Caso ouças dizer que, numa das cidades que Iahweh teu Deus te dará para aí morar, 14homens vagabundos, procedentes do teu meio, seduziram os habitantes da sua cidade, dizendo: “Vamos servir a outros deuses”, que não conhecestes, 15deverás investigar, fazendo uma pesquisa e interrogando cuidadosamente. Caso seja verdade, se o fato for constatado, se esta abominação foi praticada em teu meio, 16deverás então passar a fio de espada os habitantes daquela cidade. Tu a sacrificarás como anátema, juntamente com tudo o que nela existe. 17Reunirás todos os seus despojos no meio da praça pública, e queimarás completamente a cidade e todos os seus despojos para Iahweh teu Deus. Ela ficará em ruínas para sempre e nunca mais será reconstruída. 18Nada do que for sacrificado como anátema ficará em tua mão, para que Iahweh abandone o furor da sua cólera e te conceda o perdão, tenha piedade de ti e te multiplique, conforme jurou tos teus pais, 19no caso de teres obedecido à voz de Iahweh teu Deus, observando todos os seus mandamentos, que hoje te ordeno, e praticando o que é reto aos olhos de Iahweh teu Deus.

14 Proibição de uma prática idolátrica1Sois filhos de Iahweh vosso Deus. Nunca vos marcareis com uma incisão ou tonsura entre os vossos olhos por causa de um morto. 2Sim! Tu és um povo consagrado a Iahweh teu Deus: foi a ti que Iahweh escolheu para que pertenças a ele como seu povo próprio, dentre todos os povos que existem sobre a face da terra.

Animais puros e impuros3Não comerás nada que seja abominável. 4Eis os animais de que podereis comer: boi, carneiro, cabra, 5cervo, gazela, gamo, cabrito montês, antílope, órix e cabra selvagem. 6Podereis comer também de qualquer animal que tenha o casco fendido, a unha fendida nos dois cascos, e que rumine. 7Contudo, há ruminantes e animais com casco fendido de que não comereis: o camelo, a lebre e o texugo, que ruminam mas não têm o casco fendido; esses serão impuros para vós. 8Quanto ao porco, que tem o casco fendido mas não rumina, vós o considerareis impuro. Não comereis de sua carne e nem tocareis em seus cadáveres. 9De tudo quanto vive na água podereis comer o seguinte: de todos os que têm barbatanas e escamas podereis comer. 10Não comereis, porém, de todo o que não tiver barbatanas e escamas: vós o considerareis impuro. 11Podereis comer de toda ave pura. 12Dentre elas, eis o que não podereis comer: o abutre, o giapeto, o xofrango; 13o milhafre negro, as diversas espécies de milhafre vermelho, 14todas as espécies de corvo, 15o avestruz, a coruja, a gaivota e as diversas espécies de gavião, 16o mocho, o íbis, o grão-duque, 17o pelicano, o abutre branco, o alcatraz, 18a cegonha, as diversas espécies de garça, a poupa, o morcego. 19Considerareis impuros to- dos os bichos que voam. Deles não comereis. 20Podereis comer todas as aves puras. 21Não podereis comer de nenhum animal que tenha morrido por si. Tu o darás ao forasteiro que vive em tua cidade para que ele o coma, ou vende-lo-ás a um estrangeiro. Porque tu és um povo consagrado a Iahweh teu Deus. Não cozerás um cabritinho no leite de sua mãe.

O dízimo anual22Todos os anos separarás o dízimo de todo o produto da tua semeadura que o campo produzir, 23e diante de Iahweh teu Deus, no lugar que ele houver escolhido para aí fazer habitar o seu nome, comerás o dízimo do teu trigo, do teu vinho novo e do teu óleo, como também os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas, para que aprendas continuamente a temer a Iahweh teu Deus. 24Caso o caminho seja longo demais para ti, e não possas levar o dízimo — porque o lugar que Iahweh teu Deus escolheu para aí colocar o seu nome fica muito longe de ti, quando Iahweh teu Deus te houver abençoado, — 25vende-o então por dinheiro, toma o dinheiro em tua mão e vai para o lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido. 26Lá trocarás o dinheiro por tudo o que desejares: vacas, ovelhas, vinho, bebida embriagante, tudo enfim que te apetecer. Comerás lá, diante de Iahweh teu Deus, e te alegrarás, tu e a tua família. 27Quanto ao levita que mora nas tuas cidades, não o abandonarás, pois ele não tem parte nem herança contigo.

O dízimo trienal28A cada três anos tomarás o dízimo da tua colheita no terceiro ano e o colocarás em tuas portas. 29Virá então o levita (pois ele não tem parte nem herança contigo), o estrangeiro, o órfão e a viúva que vivem nas tuas cidades, e eles comerão e se saciarão. Deste modo Iahweh teu Deus te abençoará em todo trabalho que a tua mão realizar.

15 O ano sabático1A cada sete anos farás remissão. 2Eis o que significa esta remissão: todo credor que tinha emprestado alguma coisa a seu próximo remitirá o que havia emprestado; não explorará seu próximo, nem seu irmão, porque terá sido proclamada a remissão em honra de Iahweh. 3Poderás explorar o estrangeiro, mas deixarás quite o que havias emprestado ao teu irmão. 4É verdade que em teu meio não haverá nenhum pobre, porque Iahweh vai abençoar-te na terra que Iahweh teu Deus te dará, para que a possuas como herança, 5com a condição de que obedeças de fato à voz de Iahweh teu Deus, cuidando de pôr em prática todos estes mandamentos que hoje te ordeno. 6Quando Iahweh teu Deus te houver abençoado, conforme disse, tu emprestarás a muitas nações, mas nada pedirás emprestado, dominarás muitas nações, mas nunca serás dominado. 7Quando houver um pobre em teu meio, que seja um só dos teus irmãos numa só das tuas cidades, na terra que Iahweh teu Deus te dará, não endurecerás teu coração, nem fecharás a mão para com este teu irmão pobre; 8pelo contrário: abre-lhe a mão, emprestando o que lhe falta, na medida da sua necessidade. 9Fica atento a ti mesmo, para que não surja em teu coração um pensamento vil, como o dizer: “Eis que se aproxima o sétimo ano, o ano da remissão”, e o teu olho se torne mau para com o teu irmão pobre, nada lhe dando; ele clamaria a Iahweh contra ti, e em ti haveria um pecado. 10Quando lhe deres algo, não dês com má vontade, pois, em resposta a este gesto, Iahweh teu Deus te abençoará em todo teu trabalho, em todo empreendimento da tua mão. 11Nunca deixará de haver pobres na terra; é por isso que eu te ordeno: abre a mão em favor do teu irmão, do teu humilde e do teu pobre em tua terra.

O escravo12Quando um dos teus irmãos, hebreu ou hebréia, for vendido a ti, ele te servirá por seis anos. No sétimo ano tu o deixarás ir em liberdade. 13Mas, quando o deixares ir em liberdade, não o despeças de mãos vazias: 14carrega-lhe o ombro com presentes do produto do teu rebanho, da tua eira e do teu lagar. Dar-lhe-ás conforme a bênção que Iahweh teu Deus te houver concedido. 15Recorda que foste escravo na terra do Egito, e que Iahweh teu Deus te resgatou. É por isso que eu te dou hoje esta ordem. 16Mas se ele te diz: “Não quero deixar-te”, se ele te ama, a ti e à tua casa, e está bem contigo, 17tomarás então uma sovela e lhe furarás a orelha contra a porta, e ele ficará sendo teu servo para sempre. O mesmo farás com a tua serva. 18Que não te pareça difícil deixá-lo ir em liberdade: ele te serviu durante seis anos pela metade do salário de um diarista. E Iahweh teu Deus te abençoará em tudo o que fizeres.

Os primogênitos19Todo primogênito macho que nascer das tuas vacas ou ovelhas, tu o consagrarás a Iahweh teu Deus. Não trabalharás com o primogênito das tuas vacas, nem tosquiarás o primogênito das tuas ovelhas. 20Tu o comerás em cada ano diante de Iahweh teu Deus, tu e a tua casa, no lugar que Iahweh houver escolhido. 21Se ele tiver algum defeito — se for manco ou cego, ou tiver algum outro defeito grave —, não o sacrificarás a Iahweh teu Deus; 22poderás comê-lo em tua cidade, o puro junto com o impuro, como a gazela ou o cervo. 23Não comerás, porém, o seu sangue: derrama-o por terra como água.

16 As festas: Páscoa e Ázimos1Observa o mês de abib, celebrando uma Páscoa para Iahweh teu Deus, porque foi numa noite do mês de abib que Iahweh teu Deus te fez sair do Egito. 2Sacrificarás para Iahweh teu Deus uma Páscoa, ovelhas e bois, no lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido para aí fazer habitar o seu nome. 3Não comerás pão fermentado com ela. Durante sete dias comerás com ela Ázimos — um pão de miséria — pois saíste da terra do Egito às pressas, para que te lembres do dia em que saíste da terra do Egito, todos os dias da tua vida. 4Durante sete dias não se encontrará fermento em todo o teu território, e da carne que tiveres sacrificado na tarde do primeiro dia nada deverá restar para a manhã seguinte. 5Não poderás sacrificar a Páscoa numa das cidades que Iahweh teu Deus te dará, 6mas tão-somente no lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido para aí fazer habitar o seu nome. Sacrificarás a Páscoa à tarde, ao pôr-do-sol, hora em que saíste do Egito. 7Tu a cozerás e comerás no lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido. Pela manhã voltarás e irás para as tuas tendas. 8Durante seis dias comerás ázimos e no sétimo dia haverá uma solene reunião em honra de Iahweh teu Deus. Nenhum trabalho realizarás.

Outras festas9Contarás sete semanas. A partir do momento em que lançares a foice nas espigas, começarás a contar sete semanas. 10Celebrarás então a festa das Semanas em honra de Iahweh teu Deus. A oferta espontânea que a tua mão fizer deverá ser proporcional ao modo como Iahweh teu Deus te houver abençoado. 11E te alegrarás diante de Iahweh teu Deus, — tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, o levita que vive em tua cidade, e o estrangeiro, o órfão e a viúva que vivem no meio de ti, — no lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido para aí fazer habitar o seu nome. 12Recorda que foste escravo no Egito e cuida de pôr esses estatutos em prática. 13Celebrarás a festa das Tendas durante sete dias, após ter recolhido o produto da tua eira e do teu lagar. 14E ficarás alegre com a tua festa, tu, teu filho e tua filha, teu servo e tua serva, o levita e o estrangeiro, o órfão e a viúva que vivem nas tuas cidades. 15Durante sete dias festejarás em honra de Iahweh teu Deus, no lugar que Iahweh houver escolhido; pois Iahweh teu Deus vai te abençoar em todas as tuas colheitas e em todo trabalho da tua mão, para que fiques cheio de alegria. 16Três vezes por ano todo varão deverá comparecer diante de Iahweh teu Deus, no lugar que ele houver escolhido: na festa dos Ázimos, na festa das Semanas e na festa das Tendas. E ninguém se apresente de mãos vazias diante de Iahweh; 17cada um traga seu dom conforme a bênção que Iahweh teu Deus te houver proporcionado.

Os juízes18Estabelecerás juízes e escribas em cada uma das cidades que Iahweh teu Deus vai dar para as tuas tribos. Eles julgarão o povo com sentenças justas. 19Não perverterás o direito, não farás acepção de pessoas e nem aceitarás suborno, pois o suborno cega os olhos do sábio e falseia a causa dos justos. 20Busca somente a justiça, para que vivas e possuas a terra que Iahweh teu Deus te dará.

Desvios do culto21Não plantarás um poste sagrado ou qualquer árvore ao lado de um altar de Iahweh teu Deus que hajas feito para ti, 22nem levantarás uma estela, porque Iahweh teu Deus a odeia.

17 1Nunca sacrificarás para Iahweh teu Deus um boi ou uma ovelha com defeito ou qualquer coisa grave: seria uma abominação para Iahweh teu Deus. 2Se em teu meio, numa das cidades que Iahweh teu Deus te dará, houver algum homem ou mulher que faça o que é mau aos olhos de Iahweh leu Deus, transgredindo sua Aliança 3para servir a outros deuses e prostrar-se diante deles — diante do sol, da lua ou todo o exército do céu —, o que eu não ordenei; 4se isto for denunciado a ti, ou se tu o ouvires, primeiro farás uma acurada investigação. Se for verdade, se for constatado que uma tal abominação foi cometida em Israel, 5então farás sair para as portas da cidade o homem ou a mulher que cometeu esta má ação, e apedrejarás o homem ou a mulher até que morra. 6Somente pela deposição de duas ou três testemunhas poder-se-á condenar alguém à morte; ninguém será morto pela deposição de uma só testemunha. 7A mão das testemunhas será a primeira a fazê-lo morrer, e depois a mão de todo o povo. Deste modo extirparás o mal do teu meio.

Os juízes levitas8Quando tiveres que julgar uma causa que te pareça demasiado difícil — causas duvidosas de homicídio, de pleito, de lesões mortais, ou causas controvertidas em tua cidade —, levantar-te-ás e subirás ao lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido. 9Irás então até aos sacerdotes levitas e ao juiz que estiver em função naqueles dias. Eles investigarão e te anunciarão a sentença. 10Agirás em conformidade com a palavra que eles te anunciarem deste lugar que Iahweh houver escolhido. Cuidarás de agir conforme todas as suas instruções. 11Agirás segundo a instrução que te derem, e de acordo com a sentença que te anunciarem, sem te desviares para a direita ou para a esquerda da palavra que eles te houverem anunciado. 12O homem que agir com presunção, não obedecendo ao sacerdote, que está ali para servir a Iahweh teu Deus, nem ao juiz, tal homem deverá ser morto. Deste modo extirparás o mal de Israel, 13e, ouvindo, todo o povo temerá e nunca mais agirá com presunção.

Os reis14Quando tiveres entrado na terra que Iahweh teu Deus te dará, tomado posse dela e nela habitares, e disseres: “Quero estabelecer sobre mim um rei, como todas as nações que me rodeiam”, 15deverás estabelecer sobre ti um rei que tenha sido escolhido por Iahweh teu Deus; é um dos teus irmãos que estabelecerás como rei sobre ti. Não poderás nomear um estrangeiro que não seja teu irmão. 16Ele, porém, não multiplicará cavalos para si, nem fará com que o povo volte ao Egito para aumentar a sua cavalaria, pois Iahweh vos disse: “Nunca mais voltareis por este caminho!” 17Que ele não multiplique o número de suas mulheres, para que o seu coração não se desvie. E que não muitiplique excessivamente sua prata e seu ouro. 18Quando subir ao trono real, ele deverá escrever num livro, para seu uso, uma cópia desta Lei, ditada pelos sacerdotes levitas.19Ela ficará com ele e ele a lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer a Iahweh seu Deus, observando todas as palavras desta Lei e colocando estes estatutos em prática. 20Deste modo ele não se levantará orgulhosamente sobre seus irmãos, nem se desviará deste mandamento para a direita ou para a esquerda, de modo a prolongar os dias do seu reinado, ele e seus filhos, no meio de Israel.

18 O sacerdócio levítico1Os sacerdotes levitas, a tribo inteira de Levi, não terão parte nem herança em Israel: eles viverão dos manjares oferecidos a Iahweh e do seu patrimônio. 2Esta tribo não terá uma herança no meio dos seus irmãos: Iahweh é a sua herança, conforme lhe falou. 3Eis os direitos que os sacerdotes têm sobre o povo, sobre os que oferecem um sacrifício: do gado ou do rebanho serão dados ao sacerdote a espádua, as queixadas e o estômago. 4Dar-lhe-ás as primícias do teu trigo, do teu vinho novo e do teu óleo, como também as primícias da tosquia do teu rebanho. 5Pois foi ele que Iahweh teu Deus escolheu dentre todas as tuas tribos, ele e seus filhos, para estar diante de Iahweh teu Deus, realizando o serviço divino e dando a bênção em nome de Iahweh, todos os dias. 6Quando vier um levita de alguma das tuas cidades, onde quer que ele more em todo Israel, e com todo o desejo do coração vier para o lugar que Iahweh houver escolhido, 7e oficiar em nome de Iahweh seu Deus, como todos os seus irmãos levitas que permanecem lá na presença de Iahweh; 8ele comerá uma parte igual à deles, além do que ganhar pelas vendas do seu patrimônio.

Os profetas9Quando entrares na terra que Iahweh teu Deus te dará, não aprendas a imitar as abominações daquelas nações. 10Que em teu meio não se encontre alguém que queime seu filho ou sua filha, nem que faça presságio, oráculo, adivinhação ou magia, 11ou que pratique encantamentos, que interrogue espíritos ou adivinhos, ou ainda que invoque os mortos; 12pois quem pratica essas coisas é abominável a Iahweh, e é por causa dessas abominações que Iahweh teu Deus as desalojará em teu favor. 13Tu serás íntegro para com Iahweh teu Deus. 14Eis que as nações que vais conquistar ouvem oráculos e adivinhos. Quanto a ti, isso não te é permitido por Iahweh teu Deus. 15Iahweh teu Deus suscitará um profeta co- mo eu no meio de ti, dentre os teus irmãos, e vós o ouvireis. 16É o que tinhas pedido a Iahweh teu Deus no Horeb, no dia da Assembléia: “Não vou continuar ouvindo a voz de Iahweh meu Deus, nem vendo este grande logo, para não morrer”, 17e Iahweh me disse: “Eles falaram bem. 18Vou suscitar para eles um profeta como tu, do meio dos seus irmãos. Colocarei as minhas palavras em sua boca e ele lhes comunicará tudo o que eu lhes ordenar. 19Caso haja alguém que não ouça as minhas palavras, que este profeta pronunciar em meu nome, eu próprio irei acertar contas com ele. 20Todavia, se o profeta tiver a ousadia de falar em meu nome uma palavra que eu não lhe tiver ordenado, ou se ele falar em nome de outros deuses, tal profeta deverá ser morto.” 21Talvez perguntes em teu coração: “Como vamos saber se tal palavra não é uma palavra de Iahweh?”22Se o profeta fala em nome de Iahweh, mas a palavra não se cumpre, não se realiza, trata-se então de uma palavra que Iahweh não disse. Tal profeta falou com presunção. Não o temas!

19 O homicida e as cidades de refúgio1Quando Iahweh teu Deus houver eliminado as nações cuja terra Iahweh teu Deus te dará, e as conquistares e estiveres morando em suas cidades e casas, 2separarás três cidades no meio da terra cuja posse Iahweh teu Deus te dará. 3Estabelecerás o caminho, medirás as distâncias e dividirás em três partes o território da terra que Iahweh teu Deus te dará como herança; isto para que nela se refugie todo o homicida. 4Este é o caso do homicida que poderá se refugiar lá para se manter vivo: aquele que matar seu próximo involuntariamente, sem tê-lo odiado antes 5(por exemplo: alguém vai com seu próximo ao bosque para cortar lenha; impelindo com força o machado para cortar a árvore, o ferro escapa do cabo, atinge o companheiro e o mata): ele poderá então se refugiar numa daquelas cidades, ficando com a vida salva; 6para que o vingador do sangue, enfurecido, não persiga o homicida e o alcance, porque o caminho é longo, — tirando-lhe a vida sem motivo suficiente, pois antes ele não era inimigo do outro. 7É por isso que eu te ordeno: “Separa três cidades.” 8E quando Iahweh teu Deus fizer com que as tuas fronteiras se alarguem, como jurou a teus pais, e te der toda a terra que prometera dar a teus pais, — 9com a condição de que cuides de pôr em prática todos estes mandamentos que hoje te ordeno, amando a Iahweh teu Deus e andando continuamente em seus caminhos, — acrescentarás ainda mais três cidades às três primeiras, 10para que não se derrame sangue inocente na terra que Iahweh teu Deus te dará como herança, e não haja sangue sobre ti. 11Contudo, se alguém é inimigo do seu próximo e lhe arma uma cilada, levantando-se e ferindo-o mortalmente, e a seguir se refugia numa daquelas cidades, 12os anciãos da sua cidade enviarão pessoas para tirá-lo de lá e entregá-lo ao vingador do sangue, para que seja morto. 13Que teu olho não tenha piedade dele. Deste modo extirparás de Israel o derramamento de sangue inocente, e serás feliz.

Os limites14Não deslocarás as fronteiras do teu vizinho, colocadas pelos antepassados no patrimônio que irás herdar, na terra cuja posse Iahweh teu Deus te dará.

As testemunhas15Uma única testemunha não é suficiente contra alguém, em qualquer caso de iniqüidade ou de pecado que haja cometido. A causa será estabelecida pelo depoimento pessoal de duas ou três testemunhas. 16Quando uma falsa testemunha se levantar contra alguém, acusando- o de alguma rebelião, 17as duas partes em litígio se apresentarão diante de Iahweh, diante dos sacerdotes e dos juízes que estiverem em função naqueles dias. 18Os juízes investigarão cuidadosamente. Se a testemunha for uma testemunha falsa, e tiver caluniado seu irmão, 19então vós a tratareis conforme ela própria maquinava tratar o seu próximo. Deste modo extirparás o mal do teu meio, 20para que os outros ouçam, fiquem com medo, e nunca mais tornem a praticar semelhante mal no meio de ti. 21Que teu olho não tenha piedade.

O talião — Vida por vida, olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé.

20 A guerra e os soldados1Quando saíres para guerrear contra teus inimigos, se vires cavalos e carros e um povo mais numeroso do que tu, não fiques com medo, pois contigo está Iahweh teu Deus, que te fez subir da terra do Egito. 2Quando estiverdes para começar o combate, o sacerdote se aproximará para falar ao povo, 3e lhe dirá: “Ouve, ó Israel! Estais hoje prestes a guerrear contra os vossos inimigos. Não vos acovardeis, nem fiqueis com medo, nem tremais ou vos aterrorizeis diante deles, 4porque Iahweh vosso Deus marcha convosco, lutando a vosso favor contra os vossos inimigos, para salvar-vos!” 5Os escribas também falarão ao povo, dizendo: “Quem construiu uma casa nova e ainda não a consagrou? Que se retire e volte para casa, para que não morra na batalha e outro a consagre. 6Quem plantou uma vinha e ainda não colheu seus primeiros frutos? Que se retire e volte para casa, para que não morra na batalha e outro colha os primeiros frutos. 7Quem desposou uma mulher e ainda não a tomou? Que se retire e volte para casa, para que não morra na batalha e outro a tome.” 8E os escribas continuarão a falar ao povo: “Quem está com medo e se sente covarde? Que se retire e volte para casa, para que sua covardia não contagie seus irmãos!” 9Quando acabarem de falar ao povo, os escribas designarão os chefes das tropas para o comando do povo.

A conquista das cidades10Quando estiveres para combater uma cidade, primeiro propõe-lhe a paz. 11Se ela aceitar a paz e abrir-te as portas, todo o povo que nela se encontra ficará sujeito ao trabalho forçado e te servirá. 12Todavia, se ela não aceitar a paz e declarar guerra contra ti, tu a sitiarás. 13Iahweh teu Deus a entregará em tua mão, e passarás todos os seus homens ao fio da espada. 14Quanto às mulheres, crianças, animais e tudo o que houver na cidade, todos os seus despojos, tu os tomarás como presa. E comerás o despojo dos inimigos que Iahweh teu Deus te entregou. 15Farás o mesmo com todas as cidades que estiverem muito distantes de ti, as cidades que não pertencem a estas nações. 16Todavia, quanto às cidades destas nações que Iahweh teu Deus te dará como herança, não deixarás sobreviver nenhum ser vivo. 17Sim, sacrificarás como anátema os heteus, os amorreus, os cananeus, os ferezeus, os heveus, os jebuseus, conforme Iahweh teu Deus te ordenou, 18para que não vos ensinem a praticar todas as abominações que elas praticavam para seus deuses: estaríeis pecando contra Iahweh vosso Deus. 19Quando tiveres que sitiar uma cidade durante muito tempo antes de atacá-la e tomá-la, não deves abater suas árvores a golpes de machado; alimentar-te-ás delas, sem cortá-las: uma árvore do campo é por acaso um homem, para que a trates como um sitiado? 20Contudo, se sabes que tal árvore não é frutífera, podes então cortá-la e talhá-la para fazer instrumentos de assédio contra a cidade que está guerreando contigo, até que a tenhas conquistado.

21 Caso de homicida desconhecido1Quando for encontrado um homem morto estendido no campo, na terra cuja posse Iahweh teu Deus te dará, e ninguém souber quem o matou, 2teus anciãos e teus escribas sairão e medirão as distâncias até às cidades que estiverem ao redor do morto, 3determinando a cidade mais próxima do morto. A seguir, os anciãos daquela cidade tomarão uma novilha do gado, com a qual não se tenha trabalhado e ainda não tenha sido atrelada ao jugo. 4Os anciãos daquela cidade farão com que a novilha desça até uma torrente de água permanente, onde ninguém trabalha nem semeia. E ali, sobre a torrente, desnucarão a novilha. 5Depois se aproximarão os sacerdotes levitas, pois foram eles que Iahweh teu Deus escolheu para o seu serviço e para que abençoem em nome de Iahweh, cabendo-lhes também resolver qualquer litígio ou crime. 6E todos os anciãos da cidade mais próxima ao morto lavarão as mãos sobre a novilha desnucada na torrente, 7fazendo a seguinte declaração: “Nossas mãos não derramaram este sangue, e nossos olhos nada viram. 8Perdoa ao teu povo Israel, que resgataste, ó Iahweh; não permitas que um sangue inocente recaia sobre o teu povo Israel, e este sangue lhe será perdoado.” 9Tu porém, farás com que desapareça do teu meio o derramamento de sangue inocente, porque farás o que é reto aos olhos de Iahweh.

As prisioneiras de guerra10Quando saíres para guerrear contra os teus inimigos, e Iahweh teu Deus os entregar em tua mão, e tiveres feito prisioneiros, 11caso vejas entre eles uma mulher formosa e te enamores dela, tu a poderás tomar como mulher 12e trazê-la para tua casa. Ela então raspará a cabeça, cortará as unhas, 13despirá a veste de prisioneira e permanecerá em tua casa. Durante um mês ela chorará seu pai e sua mãe. Depois disso irás a ela, desposá-la-ás, e ela será tua mulher. 14Mais tarde, caso não gostes mais dela, tu a deixarás ir em liberdade, mas de modo algum a venderás por dinheiro: não tirarás lucro à sua custa, após ter abusado dela.

Direito de primogenitura15Se alguém tiver duas mulheres, amando a uma e não gostando da outra, e ambas lhe tiverem dado filhos, se o primogênito for da mulher da qual ele não gosta, 16este homem, quando for repartir a herança entre seus filhos, não poderá tratar o filho da mulher que ama como se fosse o mais velho, em detrimento do filho da mulher da qual ele não gosta, mas que é o verdadeiro primogênito. 17Reconhecerá como primogênito o filho da mulher da qual ele não gosta, dando-lhe porção dupla de tudo quanto possuir, pois ele é a primícia da sua virilidade e o direito de primogenitura lhe pertence.

O filho indócil18Se alguém tiver um filho rebelde e indócil, que não obedece ao pai e à mãe e não os ouve mesmo quando o corrigem, 19o pai e a mãe o pegarão e levarão aos anciãos da cidade, à porta do lugar, 20e dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e indócil, não nos obedece, é devasso e beberrão.” 21E todos os homens da cidade o apedrejarão até que morra. Deste modo extirparás o mal do teu meio, e todo Israel ouvirá e ficará com medo.

Prescrições diversas22Se um homem, culpado de um crime que merece a pena de morte, é morto e suspenso a uma árvore, 23seu cadáver não poderá permanecer na árvore à noite; tu o sepultarás no mesmo dia, pois o que for suspenso é um maldito de Deus. Deste modo não tornarás impuro o solo que Iahweh teu Deus te dará como herança.

22 1Se vês o boi ou a ovelha do teu irmão extraviados, não fiques indiferente a eles. Deves fazê-los voltar ao teu irmão. 2Se teu irmão não for teu vizinho, ou caso não o conheças, recolhe-os em tua propriedade e guarda-os até que o teu irmão os procure; então os devolverás. 3O mesmo farás com seu asno, o mesmo farás com seu manto e o mesmo farás com qualquer objeto que o teu irmão tenha perdido e que encontres. Não fiques indiferente a eles. 4Se vês o asno ou o boi do teu irmão caídos no caminho, não fiques indiferente: ajuda-o a pô-los em pé. 5A mulher não deverá usar um artigo masculino, e nem o homem se vestirá com roupas de mulher, pois quem assim age é abominável a Iahweh teu Deus. 6Se pelo caminho encontras um ninho de pássaros — numa árvore ou no chão — com filhotes ou ovos e a mãe sobre os filhotes ou sobre os ovos, não tomarás a mãe que está sobre os filhotes; 7deves primeiro deixar a mãe partir em liberdade, depois pegarás os filhotes, para que tudo corra bem a ti e prolongues os teus dias. 8Quando constróis uma casa nova, deves fazer um parapeito no terraço; deste modo evitarás que a tua casa seja responsável pela vingança do sangue, caso alguém dele caia. 9Não semearás em tua vinha duas espécies de semente, para evitar que a vinha inteira se torne consagrada, tanto a semente que semeaste como o fruto da vinha. 10Não lavrarás com um boi e um asno na mesma junta. 11Não vestirás uma roupa mesclada de lã e linho. 12Farás borlas nas quatro pontas do manto com que te cobrires.

Atentados à reputação de uma jovem13Se um homem se casa com uma mulher e, após coabitar com ela, começa a detestá-la, 14imputando-lhe atos vergonhosos e difamando-a publicamente, dizendo: “Casei-me com esta mulher mas, quando me aproximei dela, não encontrei os sinais da sua virgindade”, 15o pai e a mãe da jovem tomarão as provas da sua virgindade e as levarão aos anciãos da cidade, na porta. 16Então o pai da jovem dirá aos anciãos: “Dei a minha filha como esposa a este homem, mas ele a detesta, 17e eis que está lhe imputando atos vergonhosos, dizendo: ‘Não encontrei os sinais da virgindade em tua filha!’ Mas eis aqui as provas da virgindade da minha filha!”, e estenderão o lençol diante dos anciãos da cidade. 18Os anciãos da cidade tomarão o homem, castigá-lo-ão 19e lhe infligirão a multa de cem siclos de prata, que serão dados ao pai da jovem, por uma virgem de Israel ter sido difamada publicamente. Além disso, ela continuará sendo sua mulher e ele não poderá mandá-la embora durante toda a sua vida. 20Contudo, se a denúncia for verdadeira, se não acharem as provas da virgindade da jovem, 21levarão a jovem até à porta da casa do seu pai e os homens da cidade a apedrejarão até que morra, pois ela cometeu uma infâmia em Israel, desonrando a casa do seu pai. Deste modo extirparás o mal do teu meio.

Adultério e fornicação22Se um homem for pego em flagrante deitado com uma mulher casada, ambos serão mortos, o homem que se deitou com a mulher e a mulher. Deste modo extirparás o mal de Israel. 23Se houver uma jovem virgem prometida a um homem, e um homem a encontra na cidade e se deita com ela, 24trareis ambos à porta da cidade e os apedrejareis até que morram: a jovem por não ter gritado por socorro na cidade, e o homem por ter abusado da mulher do seu próximo. Deste modo extirparás o mal do teu meio. 25Contudo, se o homem encontrou a jovem prometida no campo, violentou-a e deitou-se com ela, morrerá somente o homem que se deitou com ela; 26nada farás à jovem, porque ela não tem um pecado que mereça a morte. Com efeito, este caso é semelhante ao do homem que ataca seu próximo e lhe tira a vida: 27ele a encontrou no campo, e a jovem prometida pode ter gritado, sem que houvesse quem a salvasse. 28Se um homem encontra uma jovem virgem que não está prometida, e a agarra e se deita com ela e é pego em flagrante, 29o homem que se deitou com ela dará ao pai da jovem cinqüenta siclos de prata, e ela ficará sendo a sua mulher, uma vez que abusou dela. Ele não poderá mandá-la embora durante toda a sua vida.

23 1Um homem não tomará a mulher do seu pai, para não retirar dela o pano do manto do seu pai.

Participação nas assembléias cultuais2O homem com testículos esmagados ou com o membro viril cortado não poderá entrar na assembléia de Iahweh. 3Nenhum bastardo entrará na assembléia de Iahweh; e seus descendentes também não poderão entrar na assembléia de Iahweh até à décima geração. 4O amonita e o moabita não poderão entrar na assembléia de Iahweh; e mesmo seus descendentes também não poderão entrar na assembléia de Iahweh até à décima geração, para sempre; 5isso porque não foram ao vosso encontro com pão e água quando caminháveis após a saída do Egito, e porque assalariaram a Balaão, filho de Beor, de Petor em Aram Naaraim, para que te amaldiçoasse. 6Mas Iahweh teu Deus não quis ouvir Balaão, e Iahweh teu Deus transformou a maldição em bênção a teu favor, pois Iahweh teu Deus te ama. 7Portanto, enquanto viveres, jamais favoreças a prosperidade e a felicidade deles. 8Não abomines o edomita, pois ele é teu irmão. Não abomines o egípcio, porque foste um estrangeiro em sua terra. 9Na terceira geração seus descendentes terão acesso à assembléia de Iahweh.

Pureza no acampamento10Quando tiveres saído para acampar contra os teus inimigos, procura guardar-te de todo mal. 11Se em teu meio houver algum homem que ficou impuro por causa de uma polução noturna, ele deverá sair para fora do acampamento e não voltará. 12Ao cair da tarde ele se lavará e, ao pôr-do-sol, poderá voltar ao acampamento. 13Deverás prover um lugar fora do acampamento para as tuas necessidades. 14Junto com teu equipamento tenhas também uma pá. Quando saíres para fazer as tuas necessidades, cava com ela, e ao terminar cobre as fezes. 15Pois Iahweh teu Deus anda pelo acampamento para te proteger e para entregar-te os inimigos. Portanto, teu acampamento deve ser santo, para que Iahweh não veja em ti algo de inconveniente e te volte as costas.

Leis sociais e cultuais16Quando um escravo fugir do seu amo e se refugiar em tua casa, não o entregues ao seu amo; 17ele permanecerá contigo, entre os teus, no lugar que escolher, numa das tuas cidades, onde lhe pareça melhor. Não o maltrates! 18Não haverá prostituta sagrada entre as filhas de Israel, nem prostituto sagrado entre os filhos de Israel. 19Não trarás à casa de Iahweh teu Deus o salário de uma prostituta, nem o pagamento de um “cão” por algum voto, porque ambos são abomináveis a Iahweh teu Deus. 20Não emprestes ao teu irmão com juros, quer se trate de empréstimo de dinheiro, quer de víveres ou de qualquer outra coisa sobre a qual é costume exigir um juro. 21Poderás fazer um empréstimo com juros ao estrangeiro; contudo, emprestarás sem juros ao teu irmão, para que Iahweh teu Deus abençoe todo empreendimento da tua mão na terra em que estás entrando, a fim de tomares posse dela. 22Quando ofereces um voto a Iahweh teu Deus, não tardes em cumpri-lo, pois Iahweh teu Deus certamente irá reclamá-lo de ti, e em ti haveria um pecado. 23Se te absténs de fazer o voto, não haverá pecado em ti. 24Contudo, cuidarás de cumprir o voto que os teus lábios proferiram, uma vez que com tua própria boca ofereceste espontaneamente um voto a Iahweh teu Deus. 25Quando entrares na vinha do teu próximo poderás comer à vontade, até ficar saciado, mas nada carregues em teu cesto. 26Quando entrares na plantação do teu próximo poderás colher as espigas com a mão, mas não passes a foice na plantação do teu próximo.

24 O divórcio1Quando um homem tiver tomado uma mulher e consumado o matrimônio, mas esta logo depois não encontra mais graça a seus olhos, porque viu nela algo de inconveniente, ele lhe escreverá então uma ata de divórcio e a entregará, deixando-a sair de sua casa em liberdade. 2Tendo saído de sua casa, se ela começa a pertencer a um outro, 3e se também este a repudia, e lhe escreve e entrega em mãos uma ata de divórcio, e a deixa ir de sua casa em liberdade (ou se este outro homem que a tinha esposado vem a morrer), 4o primeiro marido que a tinha repudiado não poderá retomá-la como esposa, após ela ter-se tornado impura: isso seria um ato abominável diante de Iahweh. E tu não deverias fazer pecar a terra que Iahweh teu Deus te dará como herança.

Medidas de proteção5Quando um homem for recém-casado, não deverá ir para a guerra, nem será requisitado para qualquer coisa. Ele ficará em casa, de licença por um ano, alegrando a esposa que tomou. 6Não tomarás como penhor as duas mós, nem mesmo a mó de cima, pois assim estarias penhorando uma vida. 7Se alguém for pego em flagrante seqüestrando um dos irmãos, dentre os filhos de Israel — para explorá-lo ou vendê-lo — tal seqüestrador será morto. Deste modo extirparás o mal do teu meio. 8Quando houver lepra, cuida de pôr diligentemente em prática tudo o que os sacerdotes levitas vos ensinarem; cuidareis de pôr em prática o que eu lhes tiver ordenado. 9Lembra-te do que Iahweh teu Deus fez a Marin no caminho, quando saístes do Egito. 10Quando fizeres algum empréstimo ao teu próximo, não entrarás em sua casa para lhe tirar o penhor. 11Ficarás do lado de fora, e o homem a quem fizeste o empréstimo virá para fora trazer-te o penhor. 12Se for um pobre, porém, não irás dormir conservando o seu penhor;13ao pôr-do-sol deverás devolver sem falta o penhor, para que ele durma com o seu manto e te abençoe. E, quanto a ti, isso será um ato de justiça diante de Iahweh teu Deus. 14Não oprimirás um assalariado pobre, necessitado, seja ele um dos teus irmãos ou um estrangeiro que mora em tua terra, em tua cidade. 15Pagar lhe-ás o salário a cada dia, antes que o sol se ponha, porque ele é pobre e disso depende a sua vida. Deste modo, ele não clamará a Iahweh contra ti, e em ti não haverá pecado. 16Os pais não serão mortos em lugar dos filhos, nem os filhos em lugar dos pais. Cada um será executado por seu próprio crime. 17Não perverterás o direito do estrangeiro e do órfão, nem tomarás como penhor a roupa da viúva. 18Recorda que foste escravo na terra do Egito, e que Iahweh teu Deus de lá te resgatou. É por isso que eu te ordeno agir deste modo. 19Quando estiveres ceifando a colheita em teu campo e esqueceres um feixe, não voltes para pegá-lo: ele é do estrangeiro, do órfão e da viúva, para que Iahweh teu Deus te abençoe em todo trabalho das tuas mãos. 20Quando sacudires os frutos da tua oliveira, não repasses os ramos: o resto será do estrangeiro, do órfão e da viúva. 21Quando vindimares a tua vinha, não voltes a rebuscá-la: o resto será do estrangeiro, do órfão e da viúva. 22Recorda que foste escravo na terra do Egito. É por isso que eu te ordeno agir deste modo.

25 1Quando houver querela entre dois homens e vierem à justiça, eles serão julgados, absolvendo-se o inocente e condenando-se o culpado. 2Se o culpado merecer açoites, o juiz o fará deitar-se e mandará açoitá-lo em sua presença, com um número de açoites proporcional à sua culpa. 3Fá-lo-á açoitar quarenta vezes, não mais; não aconteça que, caso seja açoitado mais vezes, a ferida se torne grave e o teu irmão fique aviltado a teus olhos. 4Não amordaçarás o boi que debulha o grão.

A lei do levirato5Quando dois irmãos moram juntos e um deles morre, sem deixar filhos, a mulher do morto não sairá para casar-se com um estranho à família; seu cunhado virá até ela e a tomará, cumprindo seu de- ver de cunhado. 6Oprimogênito que ela der à luz tomará o nome do irmão morto, para que o nome deste não se apague em Israel. 7Contudo, se o cunhado recusa desposar a cunhada, esta irá aos anciãos, na porta, e dirá: “Meu cunhado está recusando suscitar um nome para seu irmão em Israel! Não quer cumprir seu dever de cunhado para comigo!” 8Os anciãos da cidade o convocarão e conversarão com ele. Se ele persiste, dizendo: “Não quero desposá-la!”, 9então a cunhada se aproximará dele na presença dos anciãos, tirar-lhe-á a sandália do pé, cuspirá em seu rosto e fará esta declaração: “É isto que se deve fazer a um homem que não edifica a casa do seu irmão”; 10e em Israel o chamarão com o apelido de “casa do descalçado.”

O pudor nas brigas11Quando homens estiverem brigando — um homem contra seu irmão — e a mulher de um deles se aproxima para livrar o marido dos socos do outro, e estende a mão, agarrando-o pelas suas vergonhas, 12tu cortarás a mão dela. Que teu olho não tenha piedade!

Apêndice13Não terás em tua bolsa dois tipos de peso: um pesado e outro leve. 14Não terás em tua casa dois tipos de medida: uma grande e outra pequena. 15Terás um peso íntegro e justo, medida íntegra e justa, para que os teus dias se prolonguem sobre o solo que Iahweh teu Deus te dará. 16Porque Iahweh teu Deus abomina a todos os que praticam estas coisas, todos os que cometem injustiça. 17Lembra-te do que Amalec te fez no caminho, quando saístes do Egito: 18ele veio ao teu encontro no caminho, quando estavas cansado e extenuado e, pela tua retaguarda, sem temer a Deus, atacou a todos os desfalecidos que iam atrás. 19Quando Iahweh teu Deus te der sossego de todos os inimigos que te cercam, na terra que Iahweh teu Deus te dará para que a possuas como herança, deverás apagar a memória de Amalec de sob o céu. Não te esqueças!

26 As primícias1Quando entrares na terra que Iahweh teu Deus te dará como herança, e a possuíres e nela habitares, 2tomarás as primícias de todos os frutos que recolheres do solo que Iahweh teu Deus te dará e, colocando-as num cesto, irás ao lugar que Iahweh teu Deus houver escolhido para aí fazer habitar o seu nome. 3Virás ao sacerdote em função naqueles dias e lhe dirás: “Declaro hoje a Iahweh meu Deus que entrei na terra que Iahweh, sob juramento, prometera aos nossos pais que nos daria!” 4Osacerdote receberá o cesto de tua mão, colocá-lo-á diante do altar de Iahweh teu Deus, 5e, tomando a palavra, tu dirás diante de Iahweh leu Deus: “Meu pai era um arameu errante: ele desceu ao Egito e ali residiu com poucas pessoas; depois tornou-se uma nação grande, forte e numerosa. 6Os egípcios, porém, nos maltrataram e nos humilharam, impondo-nos uma dura escravidão. 7Gritamos então a Iahweh, Deus dos nossos pais, e Iahweh ou viu a nossa voz: viu nossa miséria, nosso sofrimento e nossa opressão. 8E Iahweh nos fez sair do Egito com mão forte e braço estendido, em meio a grande terror, com sinais e prodígios, 9e nos trouxe a este lugar, dando nos esta terra, uma terra onde mana leite e mel. 10E agora, eis que trago as primícias dos frutos do solo que tu me deste, Iahweh.” E as depositarás diante de Iahweh teu Deus, e te prostrarás diante de Iahweh teu Deus. 11Alegrar-te-ás, então, por todas as coisas boas que Iahweh teu Deus deu a ti e à tua casa e, juntamente contigo, o levita e o estrangeiro que reside em teu meio.

O dízimo trienal12No terceiro ano, o ano dos dízimos, quando tiveres acabado de separar todo o dízimo da tua colheita e o tiveres dado ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva para que comam e fiquem saciados em tuas cidades, 13tu dirás diante de Iahweh teu Deus: “Tirei de minha casa o que estava consagrado e o dei ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, conforme todos os mandamentos que me ordenaste. Não transgredi nem me esqueci dos teus mandamentos. 14Dele nada comi durante o meu luto, e, estando eu impuro, dele nada tirei, e dele nada ofereci por um morto. Obedeci à voz de Iahweh meu Deus e agi conforme tudo o que me ordenaste. 15Inclina-te da tua morada santa, do céu, e abençoa o teu povo Israel, como também o solo que nos deste, conforme juraste aos nossos pais, uma terra onde mana leite e mel.”

III. Discurso conclusivo

FIM DO SEGUNDO DISCURSO

Israel, povo de Iahweh16Hoje Iahweh teu Deus te ordena cumprir esses estatutos e normas. Cuidarás de pô-los em prática com todo o teu coração e com toda a tua alma. 17Hoje fizeste Iahweh declarar que ele seria teu Deus, e que tu andarias em seus caminhos, observando seus estatutos, seus mandamentos e suas normas, e obedecendo à sua voz. 18E hoje Iahweh te fez declarar que tu serias o seu povo próprio, conforme te falou, e que observarias todos os seus mandamentos; 19que ele te faria superior em honra, fama e glória a todas as nações que ele fez, e tu serias um povo consagrado a Iahweh teu Deus, conforme ele te falou.

27 Inscrição da Lei e cerimônias cultuais1Moisés e os anciãos de Israel ordenaram então ao povo: “Observai todos os mandamentos que hoje vos ordeno. 2No dia em que atravessardes o Jordão para entrardes na terra que Iahweh teu Deus te dará, erigirás grandes pedras e as caiarás. 3E sobre elas escreverás todas as palavras desta Lei, quando atravessares para entrar na terra que Iahweh teu Deus te dará, uma terra onde mana leite e mel, conforme te falou Iahweh, Deus dos teus pais. 4Após ter atravessado o Jordão erigireis estas pedras, conforme hoje vos ordeno, sobre o monte Ebal, e as caiarás. 5E lá edificarás um altar para Iahweh teu Deus, um altar de pedras não trabalhadas por ferro; 6é com pedras brutas que irás edificar o altar de Iahweh teu Deus, e sobre ele oferecerás holocaustos a Iahweh teu Deus. 7Oferecerás ali sacrifícios de comunhão e comerás, alegrando-te diante de Iahweh teu Deus. 8Sobre essas pedras escreverás todas as palavras desta Lei, gravando-as bem.” 9A seguir, Moisés e os sacerdotes levitas falaram a todo Israel: “Fica em silêncio e ouve, ó Israel: hoje te tornaste o povo de Iahweh teu Deus. 10Portanto, obedecerás à voz de Iahweh teu Deus e porás em prática os mandamentos e os estatutos que hoje te ordeno.” 11E naquele dia Moisés deu a seguinte ordem ao povo: 12“Eis os que se postarão sobre o monte Garizim para abençoar o povo, quando tiverdes atravessado o Jordão: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim. 13E eis os que se postarão sobre o monte Ebal para a maldição: Rúben, Gad, Aser, Zabulon, Dã e Neftali. 14Os levitas tomarão a palavra e, em alta voz, dirão a todos os homens de Israel: 15Maldito seja o homem que faz um ídolo esculpido ou fundido, abominação para Iahweh, obra de artesão, e o põe em lugar secreto! E todo o povo dirá: Amém! 16Maldito seja aquele que desonra seu pai e sua mãe! E todo o povo dirá: Amém! 17Maldito seja aquele que desloca a fronteira do seu vizinho! E todo o povo dirá: Amém! 18Maldito seja aquele que extravia um cego no caminho! E todo o povo dirá: Amém! 19Maldito seja aquele que perverte o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva! E todo o povo dirá: Amém! 20Maldito seja aquele que se deita com a mulher do seu pai, pois retira dela o pano do manto do seu pai! E todo o povo dirá: Amém! 21Maldito seja aquele que se deita com um animal! E todo o povo dirá: Amém! 22Maldito seja aquele que se deita com sua irmã, filha de seu pai ou filha de sua mãe! E todo o povo dirá: Amém! 23Maldito seja aquele que se deita com sua sogra! E todo o povo dirá! Amém! 24Maldito seja aquele que fere o seu próximo às escondidas! E todo o povo dirá: Amém! 25Maldito seja aquele que aceita suborno para matar uma pessoa inocente! E todo o povo dirá: Amém! 26Maldito seja aquele que não mantém as palavras desta Lei, não pondo-as em prática! E todo o povo dirá: Amém!”

28 As bênçãos prometidas1Portanto, se obedeceres de fato à voz de Iahweh teu Deus, cuidando de pôr em prática todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, Iahweh teu Deus te fará superior a todas as nações da terra. 2Estas são as bênçãos que virão sobre ti e te atingirão, se obedeceres à voz de Iahweh teu Deus: 3Bendito serás tu na cidade, e bendito serás tu no campo! 4Bendito será o fruto do teu ventre, o fruto do teu solo, o fruto dos teus animais, a cria das tuas vacas e a prole das tuas ovelhas! 5Bendito será o teu cesto e a tua amassadeira! 6Bendito serás tu ao entrares, e bendito serás tu ao saíres! 7Iahweh te entregará, já vencidos em tua frente, os inimigos que se levantarem contra ti; sairão contra ti por um caminho, e por sete caminhos fugirão de ti. 8Iahweh ordenará que a bênção permaneça contigo, em teus celeiros e em todo empreendimento da tua mão; e te abençoará na terra que Iahweh teu Deus te dará. 9Iahweh te constituirá para si como povo que lhe é consagrado, conforme te jurou, se observares os mandamentos de Iahweh teu Deus e andares em seus caminhos. 10Todos os povos da terra verão que levas o nome de Iahweh, e ficarão com medo de ti. 11Iahweh te concederá abundância de bens no fruto do teu ventre, no fruto dos teus animais e no fruto do teu solo, este solo que Iahweh jurou aos teus pais que te daria. 12Iahweh abrirá o seu bom tesouro para ti, o céu, para dar no tempo oportuno a chuva para a tua terra, abençoando todo trabalho da tua mão; e emprestarás a muitas nações, porém nada tomarás emprestado. 13Iahweh te colocará como cabeça, e não como cauda; estarás sempre por cima, e não por baixo, se ouvires os mandamentos de Iahweh teu Deus, que hoje te ordeno observar e pôr em prática, 14sem te desviares para a direita ou para a esquerda de qualquer uma das palavras que hoje vos ordeno, indo seguir outros deuses e servi-los.

As maldições15Todavia, se não obedeceres à voz de Iahweh teu Deus, cuidando de pôr em prática todos os seus mandamentos e estatutos que hoje te ordeno, todas estas maldições virão sobre ti e te atingirão: 16Maldito serás tu na cidade, e maldito serás tu no campo! 17Maldito será o teu cesto e a tua amassadeira! 18Maldito será o fruto do teu ventre, o fruto do teu solo, a cria das tuas vacas e a prole das tuas ovelhas! 19Maldito serás tu ao entrares, e maldito serás tu ao saíres! 20Iahweh enviará contra ti a maldição, o pânico e a ameaça em todo empreendimento da tua mão, até que sejas exterminado, até que pereças rapidamente por causa da maldade das tuas ações, pelas quais me abandonaste. 21 Iahweh fará com que a peste se apegue a ti até que te elimine do solo em que estás entrando, a fim de tomares posse dele. 22Iahweh te ferirá com tísica e febre, com inflamação, delírio, secura, ferrugem e mofo, que te perseguirão até que pereças. 23O céu sobre a tua cabeça ficará como bronze, e a terra debaixo de ti como ferro. 24Iahweh transformará a chuva da tua terra em cinza e pó, que descerá do céu sobre ti até que fiques em ruínas. 25Iahweh te entregará, já vencido, aos teus inimigos: sairás ao encontro deles por um caminho, e por sete caminhos deles fugirás! Transformar-te-ás em objeto de espanto para todos os reinos da terra. 26Teu cadáver será o alimento de todas as aves do céu e dos animais da terra, e ninguém os espantará. 27Iahweh te ferirá com úlceras do Egito, com tumores, crostas e sarnas que não poderás curar. 28Iahweh te ferirá com loucura, cegueira e demência; 29ficarás tateando ao meio-dia como o cego que tateia na escuridão, e nada será bem sucedido em teus caminhos. Serás oprimido e explorado todos os dias, sem que ninguém te socorra. 30Desposarás uma mulher e um outro homem a possuirá; construirás uma casa e não a habitarás; plantarás uma vinha e não a vindimarás; 31teu boi será morto sob teus olhos e dele não comerás; teu jumento será roubado na tua frente e a ti não voltará; tuas ovelhas serão dadas aos teus inimigos, sem que ninguém te ajude. 32Teus filhos e tuas filhas serão entregues a um outro povo: teus olhos verão isso e ficarão consumidos de saudade todo o dia, e tua mão nada poderá fazer. 33O produto do teu solo e de todo o teu trabalho será comido por um povo que não conheces, e tu serás tão- somente oprimido e maltratado todos os dias. 34Enlouquecerás com o espetáculo que os teus olhos irão ver. 35Iahweh te ferirá com uma úlcera maligna nos joelhos e nas pernas, de que não poderás sarar, desde a sola dos pés até ao alto da cabeça. 36Iahweh te levará — juntamente com o rei que constituíste sobre ti — para uma nação que nem tu nem teus pais conheceram, e lá servirás a outros deuses, feitos de madeira e de pedra. 37Serás motivo de assombro, de provérbio e de caçoada em meio a todos os povos onde Iahweh te houver conduzido. 38Lançarás muitas sementes no campo e pouco colherás, porque o gafanhoto as comerá. 39Plantarás vinhas e as cultivarás, porém não beberás vinho e nada vindimarás, pois o verme as devorará. 40Terás oliveiras em todo o teu território, porém não te ungirás com óleo, porque tuas azeitonas cairão. 41Gerarás filhos e filhas que não serão teus, pois irão para o cativeiro. 42Os insetos se apoderarão de todas as tuas árvores e dos frutos do teu solo. 43Oestrangeiro que vive em teu meio se elevará à tua custa cada vez mais alto, e tu cada vez mais baixo descerás. 44Ele poderá emprestar a ti, e tu nada lhe poderás emprestar: é ele que ficará como cabeça, e tu ficarás como cauda. 45Essas maldições todas virão sobre ti e te perseguirão e te atingirão, até que sejas exterminado, porque não obedeceste à voz de Iahweh teu Deus, observando seus mandamentos e estatutos que ele te ordenou. 46Elas serão um sinal e um prodígio contra ti e a tua descendência, para sempre.

Perspectivas de guerra e de exílio47Uma vez que não serviste a Iahweh teu Deus com alegria e generosidade quando estavas na abundância, 48servirás então o inimigo que Iahweh enviará contra ti, na fome e na sede, com nudez e privação total. Ele porá em teu pescoço um jugo de ferro até que sejas exterminado. 49Iahweh erguerá contra ti uma nação longínqua, dos confins da terra, como águia veloz, uma nação cuja língua não compreendes, 50nação de rosto duro, que não respeita o ancião e não tem piedade do jovem. 51Ela comerá o fruto dos teus animais e o fruto do teu solo, até que sejas exterminado; não te deixará trigo, nem vinho novo, nem óleo, nem a cria das tuas vacas ou a prole das tuas ovelhas, até que te faça perecer. 52Ela te sitiará em todas as tuas cidades, até que venham abaixo por toda a terra os muros altos e fortificados em que punhas a tua segurança; ele te sitiará em todas as tuas cidades, por toda a terra que Iahweh teu Deus te houver dado. 53Então, na angústia do assédio com que o teu inimigo te apertar, irás comer o fruto do teu ventre: a carne dos filhos e filhas que Iahweh teu Deus te houver dado. 54O mais delicado e refinado homem do teu meio olhará com maldade para o seu irmão, para a mulher que ele estreitava em seu peito e para os filhos que lhe restarem, 55por ter de repartir com algum deles a carne dos filhos que está para comer, pois nada mais lhe restará na angústia do assédio com que o teu inimigo vai te apertar, em todas as tuas cidades. 56A mais delicada é refinada das mulheres do teu meio — tão delicada e refinada que nunca pôs a sola dos pés no chão — olhará com maldade para o homem que ela estreitava em seu seio, e também para seu filho e sua filha, 57e para a placenta que lhe sai dentre as pernas, e para o filho que acaba de dar à luz, pois faltando tudo, ela os comerá às escondidas, por causa da angústia do assédio com que o teu inimigo vai te apertar, em todas as tuas cidades. 58Se não cuidares de pôr em prática todas as palavras desta Lei escritas neste livro, temendo este nome glorioso e terrível — “Iahweh teu Deus” —, 59Iahweh ferirá a ti e à tua descendência com pragas espantosas, pragas tremendas e persistentes, doenças graves e incuráveis. 60Voltará contra ti as pragas do Egito que te horrorizavam, e elas se apegarão a ti. 61E ainda mais: Iahweh lançará contra ti todas as doenças e pragas que não estão escritas neste livro da Lei, até que sejas exterminado. 62Restarão de vós poucos homens, vós que éreis tão numerosos quanto as estrelas do céu! Uma vez que não obedeceste à voz de Iahweh teu Deus, 63do mesmo modo que Iahweh se comprazia em vos fazer o bem e vos multiplicar, assim também ele terá prazer em vos destruir e vos exterminar: sereis arrancados do solo em que estás entrando a fim de tomares posse dele. 64E Iahweh te dispersará por todos os povos, de um extremo da terra ao outro, e aí servirás a outros deuses que nem tu nem teus pais conheceram, feitos de madeira e pedra. 65Em meio a essas nações jamais terás tranqüilidade, e a sola do teu pé não encontrará um lugar para descansar. Lá Iahweh te dará um coração inquieto, olhos mortiços e respiração fugidia. 66Tua vida penderá à tua frente por um fio; ficarás apavorado noite e dia, e não acreditarás mais na vida. 67Pela manhã dirás: “Quem dera fosse tarde…”, e pela tarde dirás: “Quem dera fosse manhã…”, por causa do pavor que se apoderará do teu coração e pelo espetáculo que os teus olhos irão ver. 68Iahweh vos fará voltar ao Egito, de barco ou pelo caminho do qual eu te dissera: “Nunca mais o vereis!” Lá vos poreis à venda aos teus inimigos como escravos e escravas, e não haverá comprador!

TERCEIRO DISCURSO

69São estas as palavras da Aliança que Iahweh mandara Moisés concluir com os filhos de Israel na terra de Moab, além da Aliança que havia concluído com eles no Horeb.

29 Recordação histórica1Moisés convocou todo Israel e disse: Vós mesmos vistes tudo o que Iahweh realizou na terra do Egito, contra Faraó, seus servidores todos e contra a sua terra: 2as grandes provas que os vossos olhos viram, aqueles sinais e prodígios grandiosos. 3Contudo, até o dia de hoje Iahweh não vos tinha dado um coração para compreender, olhos para ver e ouvidos para ouvir. 4Eu vos fiz caminhar quarenta anos pelo deserto, sem que vossas vestes envelhecessem, nem a sandália dos teus pés. 5Não tivestes pão para comer, nem vinho ou bebida embriagante para beber, para que compreendêsseis que eu sou Iahweh, o vosso Deus. 6Viestes depois até a este lugar. Seon, rei de Hesebon, e Og, rei de Basã, saíram ao nosso encontro para a guerra, mas nós os vencemos. 7Conquistamos sua terra e a demos como herança a Rúben, a Gad e à meia tribo de Manassés. 8Observai as palavras desta Aliança e ponde-as em prática para serdes bem sucedidos em tudo quanto fizerdes.

A Aliança em Moab9Vós vos colocastes hoje diante de Iahweh vosso Deus — os chefes das vossas tribos, os anciãos, os escribas e todos os homens de Israel, 10com vossas crianças e mulheres (inclusive o estrangeiro que está no teu acampamento, desde o que corta a tua madeira até o que tira água para ti), — 11a fim de entrar na Aliança de Iahweh teu Deus, no pacto com imprecação que Iahweh teu Deus assume hoje contigo, 12para que hoje ele te constitua como seu povo, e que ele próprio se torne teu Deus, conforme te falou e segundo havia jurado a teus pais, Abraão, Isaac e Jacó. 13Não é somente convosco que eu estou concluindo esta Aliança e este pacto com imprecação, 14mas também com aquele que está aqui conosco hoje, diante de Iahweh nosso Deus, bem como com aquele que não está hoje aqui conosco. 15Sim, vós conheceis de que modo habitávamos na terra do Egito, e como passamos em meio às nações que atravessastes; 16vistes suas abominações e seus ídolos, madeira, pedra, prata e ouro que elas possuem. 17Que não exista entre vós homem ou mulher, clã ou tribo cujo coração se desvie hoje de Iahweh nosso Deus, indo servir aos deuses daquelas nações! Que entre vós não exista uma raiz que produza planta venenosa ou amarga! 18Portanto, ouvindo as palavras deste pacto com imprecação, se alguém abençoar a si próprio no coração, dizendo: “Vou ter paz, mesmo que ande conforme a obstinação do meu coração, pois a abundância da água fará a sede desaparecer”, 19Iahweh jamais consentirá em perdoá-lo. Pelo contrário, sua ira e ciúme se inflamarão contra tal homem, sobrevindo-lhe toda a imprecação escrita neste livro, e Iahweh lhe apagará o nome de sob o céu. 20E, para seu infortúnio, Iahweh o separará de todas as tribos de Israel, conforme as imprecações da Aliança escrita neste livro da Lei.

Perspectivas de exílio21A geração futura — vossos filhos que irão se levantar depois de vós — e o estrangeiro vindo de uma terra longínqua, vendo as pragas desta terra e as enfermidades que Iahweh lhe tiver infligido, dirão: 22“Enxofre e sal, toda a sua terra está queimada; ela não será mais semeada, nada mais fará germinar e nenhuma erva nela crescerá! Foi como a destruição de Sodoma e Gomorra, Adama e Seboim, que Iahweh destruiu em sua ira e furor!” 23E todas as nações dirão: “Por que Iahweh agiu desse modo com esta terra? Que significa o ardor de tão grande ira?” 24E responderão: “É porque abandonaram a Aliança que Iahweh, Deus dos seus pais, havia concluído com eles, quando os tirou da terra do Egito. 25Eles foram servir outros deuses e os adoraram, deuses que não conheciam e que ele não lhes havia designado. 26Então a ira de Iahweh se inflamou contra esta terra, fazendo-lhe sobrevir toda a maldição escrita neste livro. 27Iahweh os arrancou do próprio solo com ira, furor e grande indignação, e os atirou numa outra terra, como hoje se vê.” 28As coisas escondidas pertencem a Iahweh nosso Deus; as coisas reveladas, porém, pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que ponhamos em prática todas as palavras desta Lei.

30 Volta do exílio e conversão1Quando se cumprirem em ti todas estas palavras — a bênção e a maldição que eu te propus —, se as meditares em teu coração, em meio a todas as nações para onde Iahweh leu Deus te houver expulsado, 2e quando te converteres a Iahweh teu Deus, obedecendo à sua voz conforme tudo o que hoje te ordeno, tu e teus filhos, com todo o teu coração e com toda a tua alma, 3então Iahweh teu Deus mudará a tua sorte para melhor e se compadecerá de ti; Iahweh teu Deus voltará atrás e te reunirá de todos os povos entre os quais te havia dispersado. 4Ainda que tivesses sido expulso para os confins do céu, de lá te reuniria Iahweh teu Deus, e de lá te tomaria 5para te reintroduzir na terra que os teus pais possuíram, para que a possuas; ele te fará feliz e te multiplicará mais ainda que os teus pais. 6Iahweh teu Deus circuncidará o teu coração e o coração da tua descendência, para que ames a Iahweh teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, e vivas. 7Iahweh teu Deus fará recair todas essas imprecações sobre os teus inimigos, sobre os que te odiaram e perseguiram. 8Quanto a ti, voltarás a obedecer à voz de Iahweh teu Deus, pondo em prática todos os seus mandamentos que hoje te ordeno. 9Iahweh teu Deus tornar-te-á próspero em todo trabalho da tua mão, no fruto do teu ventre, no fruto dos teus animais e no fruto do teu solo. Porque Iahweh voltará a se comprazer com a tua felicidade, assim como se comprazia com a felicidade dos teus pais, 10caso obedeças à voz de Iahweh teu Deus, observando seus mandamentos e seus estatutos escritos neste livro da Lei, caso te convertas com todo o teu coração e com toda a tua alma a Iahweh teu Deus. 11Porque este mandamento que hoje te ordeno não é excessivo para ti, nem está fora do teu alcance. 12Ele não está no céu, para que fiques dizendo: “Quem subiria por nós até o céu, para trazê-lo a nós, para que possamos ouvi-lo e pô-lo em prática?” 13E não está no além-mar, para que fiques dizendo: “Quem atravessaria o mar por nós, para trazê-lo a nós, para que possamos ouvi-lo e pô-lo em prática?” 14Sim, porque a palavra está muito perto de ti: está na tua boca e no teu coração, para que a ponhas em prática.

Os dois caminhos15Eis que hoje estou colocando diante de ti a vida e a felicidade, a morte e a infelicidade. 16Se ouves os mandamentos de Iahweh teu Deus que hoje te ordeno — amando a Iahweh teu Deus, andando em seus caminhos e observando seus mandamentos, seus estatutos e suas normas —, viverás e te multiplicarás. Iahweh teu Deus te abençoará na terra em que estás entrando a fim de tomares posse dela. 17Contudo, se o teu coração se desviar e não ouvires, e te deixares seduzir e te prostrares diante de outros deuses, e os servires, 18eu hoje vos declaro: é certo que perecereis! Não prolongareis vossos dias sobre o solo em que, ao atravessar o Jordão, estás entrando para dele tomar posse. 19Hoje tomo o céu e a terra como testemunhas contra vós: eu te propus a vida ou a morte, a bênção ou a medição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas tu e a tua descendência, 20amando a Iahweh teu Deus, obedecendo à sua voz e apegando-te a ele. Porque disto depende a tua vida e o prolongamento dos teus dias. E assim poderás habitar sobre este solo que Iahweh jurara dar a teus pais, Abraão, Isaac e Jacó.

IV. Últimos atos e morte de Moisés

31 A missão de Josué 1Moisés falou estas palavras a todo Israel.  2E acrescentou: “Tenho hoje cento e vinte anos. Não posso mais ser chefe, e Iahweh me disse: ‘Não atravessarás este Jordão.’ 3Quem vai atravessar à tua frente é o próprio Iahweh teu Deus. Ele mesmo exterminará estas nações da tua frente e as conquistará. E Josué atravessará à tua frente, conforme Iahweh te falou. 4Iahweh as tratará do mesmo modo que tratou Seon e Og, os reis amorreus, e a terra deles, que ele reduziu a ruínas. 5Iahweh as entregará a vós e as tratareis conforme os mandamentos que vos ordenei. 6Sede fortes e corajosos! Não tenhais medo e nem fiqueis aterrorizados diante delas, porque Iahweh teu Deus é quem vai contigo! Ele nunca te deixará, jamais te abandonará!” 7Moisés chamou então a Josué e, em presença de todo Israel, disse-lhe: “Sê forte e corajoso, pois tu entrarás com todo este povo na terra que Iahweh jurara dar aos seus pais, e tu os farás herdá-la. 8O próprio Iahweh irá à tua frente. Ele estará contigo! Nunca te deixará, jamais te abandonará! Não tenhas medo, nem te apavores!”

A leitura ritual da Lei9Moisés escreveu então esta Lei e deu-a aos sacerdotes, os filhos de Levi, que carregavam a Arca da Aliança de Iahweh, como também a todos os anciãos de Israel. 10E Moisés ordenou-lhes: “No fim de cada sete anos, precisamente no ano da Remissão, durante a festa das Tendas, 11quando todo Israel vier apresentar-se diante de Iahweh teu Deus no lugar que ele tiver escolhido, tu proclamarás esta Lei aos ouvidos de todo Israel. 12Reúne o povo, os homens e as mulheres, as crianças e o estrangeiro que está em tuas cidades, para que ouçam e aprendam a temer a Iahweh vosso Deus, e cuidem de pôr em prática todas as palavras desta Lei. 13E seus filhos que ainda não sabem ouvirão e aprenderão a temer a Iahweh vosso Deus, todos os dias em que viverdes sobre o solo do qual ides tomar posse ao atravessardes o Jordão.

Instruções de Iahweh14Iahweh disse então a Moisés: “Eis que os dias da tua morte se aproximam. Chama Josué, e apresentai-vos na Tenda da Reunião, para que eu lhe dê minhas ordens.” Moisés e Josué foram à Tenda da Reunião. 15Iahweh apareceu na Tenda, numa coluna de nuvem; e a coluna de nuvem se deteve à entrada da Tenda. 16Iahweh disse então a Moisés: “Eis que vais descansar com os teus pais, e este povo se levantará para se prostituir com os deuses da terra estrangeira em que está para entrar. Ele vai me abandonar, rompendo a Aliança que com ele concluí. 17Naquele dia minha cólera se inflamará contra ele, e eu os abandonarei e lhes ocultarei a minha face. Então ele será devorado e muitos males e adversidades o atingirão. E naquele dia ele dirá: ‘Se tais males me atingiram, não será porque meu Deus não está mais em meu meio?’ 18Sim, naquele dia eu lhes ocultarei completamente a minha face, por causa de todo o mal que ele tiver feito, voltando-se para outros deuses.

O cântico testemunha19“E agora, escrevei este cântico para vós. Ensina- o aos filhos de Israel, coloca-o em sua boca, para que ele seja um testemunho a meu favor contra os filhos de Israel. 20Quando eu o tiver introduzido no solo onde mana leite e mel que, sob juramento, prometi dar aos seus pais, ele comerá e ficará saciado, engordará e se voltará para outros deuses e os servirá, desprezando-me e rompendo a minha Aliança. 21Portanto, quando muitos males e adversidades o tiverem atingido, este cântico deporá contra ele como testemunho, porque não será esquecido nos lábios da sua descendência. Com efeito, sei o desígnio que ele está formando hoje, antes mesmo que eu o introduza na terra que prometi.” 22E naquele mesmo dia Moisés escreveu este cântico e o ensinou aos filhos de Israel. 23Ordenou então a Josué, filho de Nun: “Sê forte e corajoso, pois tu introduzirás os filhos de Israel na terra que eu lhes havia prometido; quanto a mim, eu estarei contigo!”

A Lei é colocada ao lado da Arca24Quando acabou de escrever num livro esta Lei até o fim, 25Moisés ordenou aos levitas que carregavam a Arca da Aliança de Iahweh: 26“Tomai este livro da Lei e colocai-o ao lado da Arca da Aliança de Iahweh vosso Deus. Ele estará ali como um testemunho contra ti. 27Porque eu conheço o teu espírito rebelde e a tua dura cerviz. Se hoje, enquanto ainda estou vivo convosco, sois rebeldes a Iahweh, quanto mais após a minha morte!

Israel reunido para ouvir o cântico28“Reuni junto a mim todos os anciãos das vossas tribos e os vossos escribas, para que eu fale estas palavras aos seus ouvidos, e tome o céu e a terra como testemunhas contra eles. 29Pois eu sei que após a minha morte ireis vos corromper completamente, desviando-vos do caminho que vos ordenei; então o mal vos sobrevirá no futuro, por terdes praticado o que é mau aos olhos de Iahweh, irritando-o com as obras das vossas mãos.” 30A seguir, aos ouvidos de toda a assembléia de Israel, Moisés proclamou integralmente as palavras deste cântico:

CÂNTICO DE MOISÉS

32 1Dá ouvidos, ó céu, que eu vou falar; ouve, ó terra, as palavras da minha boca! 2Desça como chuva minha doutrina, minha palavra se espalhe como orvalho, como chuvisco sobre a relva que viceja e aguaceiro sobre a grama verdejante. 3Eu vou proclamar o nome de Iahweh; quanto a vós, engrandecei o nosso Deus! 4Ele é a Rocha, e sua obra é perfeita, pois toda a sua conduta é o Direito. É Deus verdadeiro e sem injustiça, ele é a Justiça, e a Retidão. 5Corromperam-se os que sem tara ele gerou, geração depravada e pervertida. 6É isto que devolveis a Iahweh? Povo idiota e sem sabedoria… Não é ele teu pai, teu criador? Ele próprio te fez e te firmou! 7Recorda os dias que se foram, repassa gerações e gerações… Pergunta ao teu pai e ele contará, interroga os anciãos e eles te dirão. 8Quando o Altíssimo repartia as nações, quando espalhava os filhos de Adão ele fixou fronteiras para os povos, conforme o número dos filhos de Deus;9mas a parte de Iahweh foi o seu povo, o lote da sua herança foi Jacó. 10Ele o achou numa terra do deserto, num vazio solitário e ululante.Cercou-o, cuidou dele e guardou-o com carinho, como se fosse a menina dos seus olhos. 11Como a águia que vela por seu ninho e revoa por cima dos filhotes, ele o tomou, estendendo as suas asas, e o carregou em cima de suas penas. 12O único a conduzi-lo foi Iahweh, nenhum deus estrangeiro o acompanhou. 13Fê-lo cavalgar sobre as alturas da terra e alimentou-o com produtos do campo; fê-lo sugar mel de um rochedo e óleo de uma dura pedreira, 14coalhada de vaca e leite de ovelha, com gordura de carneiros e cordeiros; e manadas de Basã, e cabritos, com a gordura da polpa do trigo e o sangue da uva, que bebes fermentado. 15Jacó comeu e saciou-se, Jesurun engordou e deu coices, (ficaste gordo, robusto, corpulento) rejeitou o Deus que o fizera, desprezou sua Rocha salvadora; 16provocaram seu ciúme com estranhos e com abominações o deixaram enfurecido; 17sacrificaram a demônios, falsos deuses, a deuses que não haviam conhecido, (deuses) novos, recentemente chegados, e que vossos pais nunca haviam temido. 18(Desprezas a Rocha que te deu à luz, esqueces o Deus que te gerou.) 19Iahweh viu isso e ficou enfurecido, rejeitando seus filhos e suas filhas. 20E disse: Vou ocultar-lhes o meu rosto e ver qual será o seu futuro! Pois são uma geração pervertida, são filhos que não têm fidelidade! 21Provocaram meu ciúme com um deus falso, e me irritaram com seus ídolos vazios; pois vou provocar seu ciúme com um povo falso, vou irritá-los com uma nação idiota ! 22Sim! O fogo da minha ira está ardendo e vai queimar até ao mais fundo do Xeol; vai devorar a terra e seus produtos, e abrasar o alicerce das montanhas.23Vou lançar males sobre eles, e contra eles esgotar as minhas flechas! 24Vão ficar enfraquecidos pela fome, corroídos por febres e pestes violentas; porei o dente das feras contra eles, com veneno de serpentes do deserto. 25Fora, a espada lhes tirará os filhos e dentro o terror se instalará; perecerão todos: o jovem e a donzela, a criança de peito e o velho encanecido. 26Pensei: “Vou reduzi-los a pó, apagar sua memória dentre os homens!” 27Mas temi a jactância do inimigo, a interpretação dos seus adversários, pois diriam: “Nossa mão prevaleceu, não foi Iahweh quem o fez!” 28Pois é uma nação sem juízo, neles não há discernimento. 29Se fossem sábios o entenderiam, saberiam discernir o seu futuro. 30Como pode um homem só perseguir mil, e dois porem em fuga a dez mil, senão porque sua Rocha os vendera e porque Iahweh os entregara? 31Sim, sua rocha não é como a nossa Rocha, e nossos inimigos o podem atestar. 32Pois sua vinha é vinha de Sodoma e vem das plantações de Gomorra; suas uvas são uvas venenosas, e seus cachos são amargos; 33seu vinho é um veneno de serpente, uma violenta peçonha de cobras. 34E ele, não se abriga ele junto a mim, sigilado em meus tesouros? 35É minha a vingança e a represália, no dia em que seu pé escorregar. Sim, o dia da sua ruína vem chegando, seu destino futuro se aproxima. 36(Pois Iahweh fará justiça ao seu povo, e terá piedade dos seus servos.) Ao ver que sua mão vai fraquejando e que não há mais nem livre nem escravo, 37ele dirá: “Onde estarão os seus deuses, a rocha onde buscavam seu refúgio?38Não comiam a gordura dos seus sacrifícios? Não bebiam o vinho das suas libações? Que se ponham em pé e vos socorram, e sejam eles a vossa proteção!” 39E agora, vede bem: eu, sou eu, e fora de mim não há outro Deus! Sou eu que mato e faço viver, sou eu que firo e torno a curar (e da minha mão ninguém se livra). 40Sim, eu levanto a mão ao céu, e juro: “Tão verdade como eu vivo eternamente, 41quando eu afiar minha espada fulgurante e minha mão agarrar o Direito, tomarei vingança do meu adversário, e retribuirei àqueles que me odeiam. 42Embriagarei minhas flechas com sangue e minha espada devorará a carne, sangue dos mortos e cativos, das cabeças cabeludas do inimigo.” 43Exultai com ele, ó céus, e adorem-no todos os filhos de Deus! Nações, exultai com seu povo, e afirmem sua força todos os anjos de Deus! Porque ele vinga o sangue dos seus servos, e toma vingança dos seus adversários. Ele retribui àqueles que o odeiam, e purifica a terra do seu povo! 44 Moisés veio com Josué, filho de Nun, e proclamou todas as palavras deste cântico aos ouvidos do povo.

A Lei, fonte de vida45Moisés terminou de falar essas palavras a todo Israel, 46e acrescentou: “Ficai atentos a todas as palavras que hoje tomo como testemunho contra vós; vós as ordenareis aos vossos filhos, para que as observem, pondo em prática todas as palavras desta Lei. 47Não é uma palavra inútil para vós, porque ela é a vossa vida, e é por esta palavra que prolongareis vossos dias sobre o solo do qual ides tomar posse, ao atravessardes o Jordão.”

Anúncio da morte de Moisés48Nesse mesmo dia, Iahweh falou a Moisés: 49“Sobe a esta montanha dos Abarim, sobre o monte Nebo, na terra de Moab, diante de Jericó, e contempla a terra de Canaã que eu dou como propriedade aos filhos de Israel. 50Morrerás no monte em que tiveres subido e irás reunir-te aos teus, assim como o teu irmão Aarão, que foi reunido ao seu povo no monte Hor, 51pois fostes infiéis a mim no meio dos filhos de Israel, junto às águas de Meriba-Cades, no deserto de Sin, não reconhecendo a minha santidade no meio dos filhos de Israel. 52Por isso contemplarás a terra à tua frente, mas não poderás entrar nela, na terra que estou dando aos filhos de Israel.”

33 As bênçãos de Moisés1Esta é a bênção com que Moisés, homem de Deus, abençoou os filhos de Israel, antes de morrer: 2Iahweh veio do Sinai, alvoreceu para eles de Seir, resplandeceu do monte Farã. Dos grupos de Cades veio a eles, desde o sul até às encostas. 3Tu, que amas os antepassados, todos os santos estão em tua mão. Eles se prostraram aos teus pés e correram sob a tua direção. 4(Moisés prescreveu-nos uma lei.)A assembléia de Jacó entra em sua herança! 5Houve um rei em Jesurun, quando os chefes do povo se reuniram juntamente com as tribos de Israel. 6Que Rúben viva e não morra, e subsista o número pequeno dos seus homens! 7Eis o que ele diz a Judá: Ouve, Iahweh, a voz de Judá e introduze-o em seu povo. Que suas mãos defendam seu direito, e o auxiliarás contra os inimigos. 8A Levi ele diz: Dá a Levi teus Urim e teus Tummim ao homem que amas, que puseste à prova em Massa e querelaste junto às águas de Meriba. 9Ele diz de seu pai e mãe: “Nunca os vi.” Ele não reconhece mais seus irmãos e ignora seus filhos. Sim, eles observaram a tua palavra e mantêm a tua Aliança. 10Eles ensinam tuas normas a Jacó e tua Lei a Israel. Eles oferecem incenso às tuas narinas e holocaustos sobre o teu altar. 11Abençoa a sua força, ó Iahweh, e aprecia a obra de suas mãos. Fere os rins dos seus adversários e dos que o odeiam, para que não se levantem! 12A Benjamim ele diz: O amado de Iahweh repousa tranqüilo junto a ele; o Altíssimo o protege todo o dia e habita entre as suas encostas . 13A José ele diz: Sua terra é bendita de Iahweh: dele é o melhor orvalho do céu e do abismo subterrâneo; 14o melhor dos produtos do sol e o melhor do que cresce nas luas; 15as primícias dos montes antigos e o melhor das colinas de outrora; 16o melhor da terra e do seu produto, e o favor do que habita na Sarça. Que a cabeleira abunde sobre a cabeça de José, sobre a fronte do consagrado entre os irmãos! 17Ele é seu touro primogênito, a glória lhe pertence. Seus chifres são chifres de búfalo: com eles investe contra os povos até as extremidades da terra. São estas as miríades de Efraim, e estes os milhares de Manassés.18A Zabulon ele diz: Sê feliz em tuas expedições, Zabulon, e tu, Issacar, em tuas tendas! 19Sobre a montanha em que os povos invocam, ali oferecem sacrifícios de justiça, pois exploram as riquezas marinhas e os tesouros escondidos na areia. 20A Gad ele diz: Bendito aquele que dá espaço a Gad! Ele repousa como leoa, após destroçar braço, face e crânio. 21Ele reserva as primícias para si, pois lá coube-lhe a parte do chefe. Ele veio a ser chefe do povo, executando a justiça de Iahweh e suas normas sobre Israel. 22A Dã ele diz: Dã é um filhote de leão que se arroja de Basã. 23A Neftali ele diz: Neftali é saciado de favores e repleto das bênçãos de Iahweh: ele toma posse do mar e do sul. 24A Aser ele diz: Bendito seja Aser entre os filhos, seja o favorito entre os irmãos, e que no óleo banhe o seu pé! 25Sejam de ferro e bronze teus ferrolhos e tua segurança perdure por teus dias! 26Ninguém é como o Deus de Jesurun: ele cavalga pelo céu em teu auxílio, e pelas nuvens, com a sua majestade! 27O Deus de outrora é o teu refúgio. Cá embaixo, ele é o braço antigo que expulsa o inimigo da tua frente, e diz: “Extermina!” 28Israel habita em segurança. A fonte de Jacó fica à parte, numa terra de trigo e vinho, sob um céu que destila orvalho.29Feliz és tu, ó Israel! Quem é como tu, povo vencedor? Em Iahweh está o escudo que te socorre e a espada que te leva ao triunfo. Teus inimigos vão querer bajular-te, mas tu pisarás suas costas.

34 A morte de Moisés1Moisés subiu então das estepes de Moab para o monte Nebo, ao cume do Fasga, que está diante de Jericó. E Iahweh mostrou-lhe toda a terra: de Galaad até Dã, 2todo o Neftali, a terra de Efraim e Manassés, toda a terra de Judá até ao mar ocidental, 3o Negueb, o distrito da planície de Jericó, cidade das palmeiras, até Segor.4E Iahweh lhe disse: “Esta é a terra que, sob juramento, prometi a Abraão, Isaac e Jacó, dizendo: ‘Eu a darei à tua descendência.’ Eu a mostrei aos teus olhos; tu, porém, não atravessarás para lá.” 5E Moisés, servo de Iahweh, morreu ali, na terra de Moab, conforme a palavra de Iahweh. 6E ele o sepultou no vale, na terra de Moab, defronte a Bet-Fegor; e até hoje ninguém sabe onde é a sua sepultura. 7Moisés tinha cento e vinte anos quando morreu; sua vista não havia enfraquecido e seu vigor não se esgotara. 8Os filhos de Israel choraram Moisés nas estepes de Moab durante trinta dias, até o término do pranto em luto por Moisés. 9Josué, filho de Nun, estava cheio de espírito de sabedoria, porquanto Moisés lhe impusera as mãos. E os filhos de Israel lhe obedeceram, agindo conforme Iahweh tinha ordenado a Moisés. 10E em Israel nunca mais surgiu um profeta como Moisés — a quem Iahweh conhecia face a face —, 11seja por todos os sinais e prodígios que Iahweh o mandou realizar na terra do Egito, contra Faraó, contra todos os seus servidores e toda a sua terra, 12seja pela mão forte e por todos os feitos grandiosos e terríveis que Moisés realizou aos olhos de todo Israel!

NUMEROS
JOSUÉ
Ajude a Melhorar Ainda Mais o site, Avalie: