AGEU

0
3
SOFONIAS
ZACARIAS

AGEU

1 A reconstrução do Templo1No segundo ano do rei Dario, no sexto mês, no primeiro dia do mês, a palavra de Iahweh foi dirigida, por intermédio do profeta Ageu, a Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, e a Josué, filho de Josedeac, grão-sacerdote, nos seguintes termos: 2Assim disse Iahweh dos Exércitos. Este povo disse: “Ainda não chegou o momento de reconstruir o Templo de Iahweh”. 3(E a palavra de Iahweh foi dirigida por intermédio do profeta Ageu nos seguintes termos:) 4É para vós tempo de habitar em casas revestidas, enquanto esta casa está em ruínas? 5Agora, pois, assim disse Iahweh dos Exércitos: Pensai bem em vossos caminhos! 6Semeastes muito e colhestes pouco, comestes, mas não vos saciastes, bebestes, mas não até a embriaguez, vestistes-vos, mas não vos aquecestes, e o assalariado coloca o seu salário em uma bolsa furada. 7Assim disse Iahweh dos Exércitos. Pensai bem em vossos caminhos! 8Subi a montanha, trazei madeira e reconstruí a casa! Nela eu colocarei a minha complacência e serei glorificado, disse Iahweh. 9Esperastes muito e eis que veio pouco. O que recolhíeis, eu, soprando, o espalhava. Por que isto? — oráculo de Iahweh dos Exércitos. Por causa de minha Casa que está em ruínas, enquanto vós correis cada um para a sua casa. 10Por isso, o céu reteve a chuva, e a terra reteve os seus frutos. 11Convoquei uma seca sobre a terra e sobre os montes, sobre o trigo, sobre o mosto e sobre o óleo novo, sobre tudo o que o solo produz, sobre os homens e sobre o gado, sobre todo o trabalho das mãos. 12Ora, Zorobabel, filho de Salatiel, Josué, filho de Josedec, grão-sacerdote e todo o resto do povo ouviram a voz de Iahweh seu Deus, e as palavras do profeta Ageu, como lhe ordenara Iahweh seu Deus, e o povo temeu a Iahweh. 13Disse Ageu, o mensageiro de Iahweh, ao povo, conforme a mensagem de Iahweh: “Eu estou convosco, oráculo de Iahweh”. 14Iahweh suscitou o espírito de Zorobabel, filho de Salatiel, governador da Judéia, o espírito de Josué, filho de Josedec, grão-sacerdote, e o espírito do resto do povo: eles vieram e se entregaram ao trabalho no Templo de Iahweh dos Exércitos, seu Deus. 15No vigésimo quarto dia do sexto mês.

2 A glória do Templo — No segundo ano do rei Dario, 1no sétimo mês, no vigésimo primeiro dia, a palavra de Iahweh foi dirigida por intermédio do profeta Ageu, nos seguintes termos: 2Fala, pois, assim a Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, e a Josué, filho de Josedec, grão-sacerdote, e ao resto do povo. 3Quem é entre vós o sobrevivente que viu este Templo em sua glória primeira? E como o vedes agora? Ele não é como nada a vossos olhos? 4Agora, pois, sê forte, Zorobabel, oráculo de Iahweh. Sê forte, Josué, filho de Josedec, grão-sacerdote, sê forte, todo o povo da terra, oráculo de Iahweh, e trabalhai, porque eu estou convosco — oráculo de Iahweh dos Exércitos —5 e o meu espírito permanecerá entre vós. Não temais! 6Porque assim disse Iahweh dos Exércitos. Ainda um pouco de tempo e eu abalarei o céu, a terra, o mar e o continente. 7Abalarei todas as nações, então afluirão as riquezas de todas as nações e eu encherei este Templo de glória, disse Iahweh dos Exércitos. 8A mim pertence a prata! A mim pertence o ouro! Oráculo de Iahweh dos Exércitos. 9A glória futura deste Templo será maior do que a passada, disse Iahweh dos Exércitos, e neste lugar eu darei a paz, oráculo de Iahweh dos Exércitos.

Consulta aos sacerdotes10No vigésimo quarto dia do nono mês, no segundo ano de Dario, a palavra de Iahweh foi dirigida ao profeta Ageu nestes termos: 11Assim disse Iahweh dos Exércitos. Pede aos sacerdotes um ensinamento nos seguintes termos: 12“Se alguém leva carne santificada na orla de sua veste e toca, com a sua orla, em pão, comida, vinho, óleo ou qualquer alimento, tornar-se-á isto, por acaso, santo?” Os sacerdotes responderam: “Não!” 13E disse Ageu: “Se alguém impuro pelo contato com um cadáver tocar em todas estas coisas, isto se tornará impuro?” Os sacerdotes responderam: “Isto se tornará impuro!” 14Então Ageu respondeu: “Assim é esse povo! Assim é essa nação diante de mim!, oráculo de Iahweh. Assim, é o trabalho de suas mãos, e o que eles oferecem aqui é impuro!”

Promessa de prosperidade agrícola15Mas agora pensai em vosso coração, a partir deste dia e para o futuro. Antes de colocar pedra sobre pedra no santuário de Iahweh, 16qual era a vossa condição? Vinha-se a um monte de grão de vinte medidas, e havia apenas dez; vinha-se a uma cuba para tirar cinqüenta medidas, e havia apenas vinte. 17Eu feri pela ferrugem, pela mela e pelo granizo todo trabalho de vossas mãos, mas não voltastes para mim, oráculo de Iahweh! 18Pensai bem a partir deste dia e para o futuro (pensai bem a partir do vigésimo quarto dia do nono mês, a partir do dia em que foi colocado o fundamento do Santuário de Iahweh), 19se ainda faltar grão no celeiro, se a vinha, a figueira, a romã e a oliveira ainda não produzirem fruto: a partir deste dia eu darei a minha bênção!

Promessa a Zorobabel20A palavra de Iahweh foi dirigida, uma segunda vez, a Ageu, no vigésimo quarto dia do mês, nos seguintes termos: 21Fala assim a Zorobabel, governador de Judá: Eu abalarei o céu e a terra. 22Derrubarei o trono dos reinos e destruirei o poder dos reis das nações. Derrubarei os carros e aqueles que os montam; os cavalos e seus cavaleiros cairão, cada qual pela espada de seu irmão. 23Naquele dia — oráculo de Iahweh dos Exércitos — eu tomarei Zorobabel, filho de Salatiel, meu servo — oráculo de Iahweh — e farei de ti como um sinete. Porque foi a ti que eu escolhi, oráculo de Iahweh dos Exércitos.

SOFONIAS
ZACARIAS
Ajude a Melhorar Ainda Mais o site, Avalie: